Após pedido da Câmara de Camaragibe, Prefeitura proíbe fogueiras e fogos de artifício no período junino

A proposta foi apresentada pelo vereador Paulo André e sancionada pela Prefeitura de Camaragibe.


O vereador de Camaragibe Paulo André fez um pedido para que fosse proibida a queima de fogueiras e de fogos de artifício nos períodos juninos durante os períodos juninos neste ano em Camaragibe.


Paulo André informou que o motivo do pedido se diz pelo fato da fumaça provocada pela queima das toras de madeiras e dos fogos e é prejudicial a saúde das pessoas, durante esse período de pandemia do novo coronavírus.


A Covid-19 atinge o sistema respiratório, e um dos principais sintomas é a falta de ar, além de tosse que pode ser agravada com a inalação de fumaças.


Com o intuito de prevenir a saúde dos camaragibenses, o vereador pediu para que esse ano não tenha a tradicional queima das fogueiras juninas.


De acordo com o ofício "ficam proibidas, em todo território municipal, a partir da 0 (zero) hora do dia 11 de maio de 2020, enquanto perdurar a situação de calamidade pública, as seguintes atividades:


I- acender fogueiras e a queima de fogos de fogos de artifício em locais públicos e privados;"

Partido Avante apoiará o prefeito Anderson Ferreira em Jaboatão

O Partido Avante anunciou, nesta quinta-feira (11), o apoio ao prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), que disputará a reeleição no pleito municipal deste ano. A decisão foi comunicada durante reunião entre Anderson, o presidente estadual do Avante e suplente de senador, Waldemar Oliveira, e o dirigente municipal da legenda, Belarmino da Silva.


“Fizemos o debate interno para avaliar qual seria a posição do Avante nas eleições e chegamos à conclusão que o melhor projeto para Jaboatão é com Anderson Ferreira continuando à frente da gestão. Ele tem feito uma ótima administração e o nosso partido se coloca à disposição para ajudá-lo, na certeza de que o município avançará muito mais com a reeleição do prefeito”, ressaltou Waldemar Oliveira.


Belarmino da Silva, que comanda o Avante em Jaboatão, disse que o apoio a Anderson Ferreira foi construído com diálogo, tanto internamente quanto com o prefeito, e é resultado das ações realizadas pela gestão municipal nos últimos três anos. “Tenho certeza que é uma aliança que vai durar por muito tempo”, assinalou o dirigente.


Para o prefeito Anderson Ferreira, o apoio do Avante tem um significado importante, por ser o reconhecimento ao trabalho que vem sendo desenvolvido em Jaboatão. “Essa aliança é mais um incentivo que recebemos, principalmente, num momento em que Jaboatão precisa da união de todos. Quando um partido do porte do Avante comunica que apoiará nosso projeto de reeleição, nos deixa honrados e confiantes de que podemos fazer muito mais em prol da população do nosso município. Agradeço a Waldemar Oliveira e a Belarmino por esse voto de confiança”, disse Anderson.

JOÃO CAMPOS: "Acho que o foco hoje é a gente poder salvar vidas e ajudar as pessoas a atravessar esse momento”

Quando questionado sobre a possibilidade de adiamento das eleições, o deputado federal e pré-candidato a prefeito do Recife, João Campos (PSB) tem afirmado que o foco neste momento é de salvar vidas no enfrentamento ao novo coronavírus e que ainda é cedo para confirmar se haverá ou não adiamento do pleito municipal deste ano. 


"Acho que o foco hoje é a gente poder salvar vidas e ajudar as pessoas a atravessar esse momento. Acho que a eleição está em segundo plano. O processo democrático é importante, agora eu defendo que ele seja feito quando não tiver restrições de movimentação social”, afirmou o mesmo durante participação ao programa Cidade em Foco. 


Para o deputado, o contexto da pandemia não é propício para a realização de uma eleição. "Não tem sentido você fazer uma eleição sem poder as pessoas se cumprimentarem na rua, sem puderem se falar e se encontrar. Então, eu acho que a eleição só deve acontecer quando a normalidade estiver reestabelecida. Ainda é cedo para a gente saber se é possível ou não fazer esse ano”, afirmou. 


Republicanos – João é pré-candidato a prefeito do Recife e deverá receber o apoio do Republicanos, partido comandado no estado pelo deputado federal Silvio Costa Filho. "Cheguei junto na Câmara Federal com Silvio Costa Filho, fizemos uma relação de amizade. A gente tem conversado sempre, o debate é importante, a conversa é importante, é democrática. Acho que ele tem agregado muito ao estado de Pernambuco, tem ajudado e feito um mandato bonito”, disse o mesmo durante a entrevista, destacando que espera somar forças com Silvio Costa para ajudar Pernambuco e o Recife.


Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Cambucá FM (104.9), Rádio Vale FM (91.7), Redentor FM (104,9), Orobó FM (105.9), Potyra FM (87,9), Vertentes FM (104.9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net ou através do https://www.facebook.com/blogdoalberesxavier/

Projetos de Eduardo da Fonte podem se tornar novo programa social de distribuição de renda do Governo Federal

O Governo Federal recebeu nesta quarta-feira (10) a apresentação do Projeto de Lei 3023/20, de autoria do deputado federal Eduardo da Fonte (PP/PE), que cria um programa social com o pagamento mensal e permanente de R$ 600 para os inscritos, além de unificar as ações de transferência de renda, como Bolsa Família, Bolsa Verde, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e Seguro Defeso.


A proposta de Eduardo da Fonte está em sintonia com o anúncio do ministro da Economia, Paulo Guedes, que pretende criar um programa de renda mínima permanente após a pandemia do coronavírus. O ministro também anunciou a extensão do pagamento do auxílio emergencial, outra medida que foi proposta pelo deputado na Câmara dos Deputados no PL 2550/20.


“Nosso projeto demonstra que o simples consumo das famílias após a implantação do programa já é um forte componente de autofinanciamento. Estou trabalhando pela criação desse programa social que vai ajudar milhões de famílias não só em Pernambuco, mas em todo o Brasil. O anúncio do Governo Federal mostra que estamos no caminho certo ao procurar reforçar o orçamento familiar como forma de levar mais dignidade para essas pessoas e retomar nosso crescimento econômico”, explicou Eduardo da Fonte.

Covid-19: SESI-PE lança guia de prevenção para empresas retomarem as atividades com segurança

Mais do que nunca focado na missão de promover a saúde e a segurança da sociedade e, sobretudo, dos trabalhadores da indústria, o Serviço Social da Indústria (SESI) produziu um guia de prevenção para auxiliar as empresas a prevenir a disseminação da Covid-19 no ambiente laboral. A cartilha online foi produzida por médicos do trabalho do SESI e está disponível, gratuitamente, no site da instituição (www.pe.sesi.org.br).

 

O manual fornece informações importantes aos gestores e trabalhadores que vão desde medidas efetivas de proteção no ambiente de trabalho, maneiras de identificar casos suspeitos, formas de transmissão, principais sintomas, limpeza de locais expostos ao toque das mãos até frequência de troca de equipamento de proteção individual e um passo a passo para ajudar as empresas a elaborarem planos de contingenciamento da doença e a envolverem fornecedores no combate à epidemia.

 

Segundo a diretora de Saúde e Segurança na Indústria do SESI-PE, Fernanda Guerra, a cartilha é essencial para as empresas que estão retomando as atividades após o período de isolamento social em virtude da pandemia da Covid-19. “Com a retomada, as empresas precisarão se preparar para a reabertura dos negócios, adaptando o ambiente de trabalho, traçando medidas de controle e adotando protocolos de segurança para evitar o contágio da doença. Por isso, o SESI produziu o guia de prevenção para ser um direcionador de boas práticas, com dicas e orientações que prezam pela saúde e segurança dos trabalhadores”, comenta.

 

Entre as recomendações que devem ser postas em prática para mitigar a propagação da doença no ambiente corporativo, estão estimular a higienização frequente das mãos dos trabalhadores, clientes e visitantes; desestimular o compartilhamento de objetos que são tocados pela mão ou boca, como celular, computador e bebedouro; enfatizar a importância de manter o distanciamento social; manter os ambientes bem ventilados, disponibilizar materiais de higiene pessoal e dos equipamentos, além de fixar em vários locais lembretes sobre as medidas de higiene e etiqueta respiratória.

Governo de Pernambuco garante R$ 32,4 milhões para produtos da agricultura familiar do Estado

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, confirmou a adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Federal e ao PAA Leite (Programa do Leite), garantindo um montante de R$ 32,4 milhões para a compra de produtos agropecuários produzidos pela agricultura familiar. Com a adesão, o Estado garante mais um mecanismo para o escoamento da produção de trabalhadoras e trabalhadores rurais pernambucanos.


Do total de recursos, R$ 8,1 milhões se referem ao PAA Federal, destinado à aquisição de produtos agrícolas para doação às famílias em situação de insegurança alimentar e às assistidas pela rede pública de assistência social. O edital com ampliação dos recursos do programa foi publicado pelo Ministério da Cidadania na última segunda-feira (8). Em Pernambuco, o programa vai beneficiar 1.249 agricultores, em 144 municípios, com um valor de aproximadamente R$ 6.500 por produtor.


Outros R$ 24,3 milhões dizem respeito ao Programa do Leite, dos quais R$ 19,5 milhões são recursos do Governo Federal e R$ 4,8 milhões do Governo de Pernambuco. Os recursos beneficiarão cerca de 4.300 criadores de vaca e 2.000 criadores de cabra, garantindo o fornecimento diário de até 100 litros de leite in natura por produtor e uma cota individual de até R$ 18 mil por ano. Também serão beneficiadas cerca de 35 mil famílias em situação de vulnerabilidade social, que receberão o leite adquirido aos produtores.


De acordo com o secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto, os recursos vão ajudar no escoamento da produção de agricultores e criadores de animais pernambucanos, comprometido pelo fechamento temporário de estabelecimentos como restaurantes, lanchonetes, pizzarias, além da queda de demanda em hotéis e pousadas. “A ampliação dos recursos para o PAA Federal e Programa do Leite foi uma demanda apresentada conjuntamente por todos os secretários estaduais de agricultura do País, como forma de reduzir os impactos da pandemia na produção agropecuária dos Estados. Logo no início da pandemia, ainda em março, apresentamos um conjunto de sugestões de apoio aos produtores e agricultores familiares e vamos continuar tentando sensibilizar o Governo Federal para que outras medidas sejam implantadas”, destacou Dilson.

Em rodada de reuniões, Paulo Câmara ouve prefeitos do Agreste

A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) realizou na tarde de hoje, 10/06, mais uma reunião por videoconferência de prefeitos com o governador Paulo Câmara, desta vez participaram os gestores da Macrorregião 2, que compreende quase toda a região do Agreste, gerências de saúde IV, em Caruaru e V, em Garanhus. Esta é a segunda reunião que a Associação promove entre os executivos estadual e municipal, a fim de debater a regionalização do plano de convivência com o coronavírus. Cerca de 40 prefeitos estiveram presentes


No início da reunião, o governador Paulo Câmara destacou a importância do diálogo. “Desde o início desse processo tivemos cuidados em tomar medidas baseada no números, na nossa capacidade de atendimento, de salvar vidas. O nosso plano foi pensado em etapas, que, se os números forem diminuindo, toda a semana terão revisões. O momento é de ouvi-los, para entendermos a situação de cada região.


Ainda não está consolidada a estabilidade da curva da doença na região Agreste. De acordo com dados do governo, a curva de procura de leitos de UTI’s é crescente. Segundo o secretário de Saúde, André Longo, “o Estado está trabalhando para aumentar a capacidade instalada dos hospitais da Macrorregião 2, para combater a doença. Ainda é preciso ter cautela, principalmente em dar novos passos no que é relativo à retomada das atividades econômicas”, frisou.  


O prefeito de Cachoeirinha, Ivaldo de Almeida, relatou a dificuldade que o município está enfrentando para conter as aglomerações em filas de banco e a abertura de comércios não essenciais em meia-porta. Segundo ele, “é um momento que a gente não sabe o que fazer. As pessoas precisam trabalhar, ganhar seu dinheiro, mas não podemos aumentar a curva de contágio”. Mesma preocupação enfrentada pelo prefeito Edson Vieira, de Santa Cruz do Capibaribe, um dos principais polos têxteis do Brasil.


Os prefeitos Joãozinho Tenório, de São Joaquim do Monte, e Mário Mota, de Riacho das Almas, se mostraram contra a abertura do comércio tendo em vista a situação atual. “Nós crescemos em 20 o número de casos em 9 dias de junho, no momento, infelizmente, não dá pra sair abrindo o comércio. Cerca de 85% dos comércios de São Bento do Una estão funcionando, pois pertencem à serviços considerados essenciais, contou a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida. 


O gestor de Garanhuns, Izaias Régis, se mostrou preocupado com a situação causada pela pandemia do coronavírus e sugeriu ao governador uma espécie de rodízio de trabalhadores quando as atividades voltarem seguindo as definições do Governo do Estado. “Se a loja tiver 10 trabalhadores, cinco trabalham pela manhã e pela tarde vão pra casa, e os outros cinco assumem o expediente”, enfatizou o prefeito. 


Segundo o governador Paulo Câmara, “o governo ainda não tem uma posição fechada, evidentemente as condições sanitárias se sobressaem as questões econômicas, nesse contexto. Até amanhã pela manhã temos que tomar uma decisão sobre a questões do Agreste. Vou sentar com o secretariado para termos uma resposta nas próximas. Como os números mostram, a nossa preocupação está em não ter uma tendência de decréscimo da curva”, salientou.


O presidente da Amupe e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota afirmou que fica muito difícil elaborar um plano que leve em consideração cada particularidade de cada município. “Nós decidimos fazer o recorte baseado nas quatro macrorregiões de saúde e o Estado atendeu prontamente a nossa solicitação. A pressão é muito grande em cima de cada prefeito, a situação é dinâmica e não podemos tocar decisões precipitadas. Temos que analisar os números e se eles forem favoráveis a nossa situação, a situação será retomada de forma gradual,” concluiu Patriota.

Diante da pandemia, Prefeitura de Cumaru entrega novo posto de saúde à comunidade de Riacho de Pedra

A Prefeitura Municipal de Cumaru (PMC) inaugurou mais um posto de saúde da família (PSF), no distrito de Riacho de Pedra. A unidade denominada Maria Gorette Bezerra de Oliveira foi entregue à população na tarde da última terça-feira (9), com a presença da prefeita Mariana Medeiros (PP), dos vereadores, a equipe de trabalho e a comunidade que será atendida. O equipamento chega no momento em que o município vem empregando esforços para o combate ao coronavírus.


O PSF de Riacho de Pedra, segundo a prefeitura, estava fechado há anos e recebeu requalificação da sua estrutura, passando a contar com consulta médica, profissionais de enfermagem, entrega de medicamentos e serviço de orientação sobre procedimentos para prevenção de doenças. “Esse espaço estava desativado e está sendo entregue à população com toda a estrutura, abastecido, com uma equipe preparada. Vai atender às comunidades de Riacho de Pedra, Pangauá, Dendê e Riacho de Pedra de Baixo”, afirmou Mariana.


Nesse período de pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Cumaru tem realizado uma série de ações para fortalecimento dos serviços públicos. No dia 26 de maio, por exemplo, o PSF da comunidade de Chã de Trinta foi entregue aos moradores, beneficiando cerca de 650 pessoas no entorno. A comunidade de Campo de Buraco também teve o seu posto de saúde reformado, passando a atender pacientes a partir do dia 11 de maio. Além disso, foram realizados os serviços de sanitização pela cidade, entrega de materiais de higiene pessoal e implementação de barreira sanitária, reforçando o compromisso da prefeita Mariana Medeiros com a Saúde cumaruense.

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe apresenta plano de ação para reabertura gradual do comércio a partir desta quinta-feira (11)

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, assinou um novo decreto de N° 038/2020 de 08 de junho, que prevê o lançamento de um plano de ação voltado à reabertura gradual do comércio. A medida visa a retomada setorial e programada das atividades econômicas paralisadas desde o início da pandemia, que obrigou municípios e estados a optarem pelo isolamento e distanciamento social.


Dentro do cronograma lançado, estarão autorizados a funcionar, a partir desta quinta-feira (11), lojas de eletrônicos, calçados, boutiques, salão de beleza, barbearias, estética, cosméticos e movelarias, atendendo aos critérios de medidas sanitárias previstas em decretos anteriores, como aglomeração mínima e a obrigatoriedade do uso de máscaras e higienização, como preconiza a Secretaria de Saúde.


De acordo com o decreto, as lojas de eletrônicos devem funcionar como ponto de coleta e delivery, evitando aglomeração de pessoas em locais de atendimento, com isso diminuindo os riscos de contágio pela Covid-19.


O Centro de Artesanato José Lopes do Nascimento, a conhecida “Feira do Paraguai”, deve reabrir com apenas um funcionário no interior de cada loja e manter o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre os clientes.


Os salões de beleza, barbearias e clínicas de estética poderão funcionar através de agendamento dos seus clientes com hora marcada, além de atender as medidas de distanciamento entre as pessoas no momento do atendimento.


As boutiques, lojas de cosméticos e lojas de calçados devem funcionar com o menor número de atendentes possíveis, manter o distanciamento e limitar a quantidade de clientes no interior das lojas.


A Prefeitura reforça que o descumprimento das medidas anexadas neste decreto, obriga o setor responsável pela fiscalização (Guarda Civil Municipal e Procon), a tomarem as medidas necessárias que vão da aplicação de multas à interdição do estabelecimento, bem como enquadramento dos infratores nos artigos 268 (Infração de medida sanitária preventiva) e 330 (Crime de Desobediência).


O prefeito Edson Vieira ressaltou que a retomada da economia foi definida considerando os riscos de contágio pela Covid-19 e a relevância socioeconômica de cada atividade, além disso a liberação está sujeita a revisão das medidas, caso haja aumento no número de infectados ou de óbitos, o que levará ao fechamento de todas as atividades.

Governo de Pernambuco recebe doação de 548 mil máscaras do Santander Brasil

Com este montante, o número de peças adquiridas do Polo de Confecções chega a quase 1,3 milhão


O Governo de Pernambuco ganhou um reforço para proteção da população contra a Covid-19. Foi anunciada, nesta quarta-feira (10.06), uma doação feita pelo Santander Brasil de 548 mil máscaras de tecido, peças confeccionadas no Polo de Confecções, concentrado na Região Agreste do Estado. As primeiras 100 mil unidades já foram entregues na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (SDEC). 


Esta primeira remessa de máscaras enviada pelo Santander Brasil foi encaminhada para a Secretaria de Prevenção e Combate às Drogas, que repassará as peças para 480 comunidades em áreas de vulnerabilidade social, na Região Metropolitana do Recife. O calendário dos repasses deverá ser concluído até o final do mês. A oferta do material de proteção individual é fruto da articulação do banco com a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). 


À doação do Santander somam-se as 700 mil máscaras já compradas pela AD Diper às empresas do Polo de Confecções e ocorre num momento de início do retorno às atividades econômicas. Com a doação do banco, sobe para quase 1,3 milhão o número de máscaras destinadas a segmentos da população e a categorias de servidores que estão atuando diretamente nas ações de combate e mitigação dos efeitos da pandemia da Covid-19. 


A ação é um desdobramento das medidas previstas pelo Decreto Estadual nº 48.969/2020. Por meio desse instrumento, o governador Paulo Câmara atribuiu à SDEC, a função de formar rede de atuação colaborativa entre cidadãos, empresas, sobretudo as integrantes do Polo de Confecções do Estado, e entidades da sociedade civil, para incentivar a produção, a distribuição e a entrega de máscaras, mesmo que artesanais, para a prevenção da população contra o coronavírus.


Os produtos comprados tanto pelo Santander quanto pela AD Diper são oriundos de empresas do ramo de confecções que detém o selo de qualidade que atesta o padrão de conformidade reconhecido pelo Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções de Pernambuco (NTCPE). Desde abril, a AD Diper, a SDEC e o NCTPE vêm desenvolvendo o Programa Máscara Para Todos, por meio do qual centenas de empresas do Polo de Confecções receberam, até o momento, a chancela que atesta o padrão de conformidade das máscaras. A AD Diper comprou 200 mil máscaras por intermédio do NCTPE, via convênio, e está adquirindo, desde maio, outras 500 mil unidades diretamente às empresas participantes de chamamento público aberto para o fornecimento das peças.