Araripina e Ouricuri retrocedem à Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19 após aumento de casos

As duas cidades concentram 70% do número de registros de contágio na região do Araripe


O Governo de Pernambuco decretou, nesta terça-feira (04.08), o recuo da Etapa 4 para a Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19 nos municípios de Araripina e Ouricuri, que integram a IX Gerência Regional de Saúde. O período de isolamento social rígido valerá de 7 a 16 de agosto, quando os dois municípios do Sertão do Araripe terão restrição do funcionamento do comércio apenas aos serviços essenciais. A medida foi tomada em decorrência do aumento no número de casos da doença na região.


O secretário estadual de Saúde, André Longo, esclareceu que, na direção contrária a da Região Metropolitana do Recife (RMR), foi observado um crescimento do número de solicitações de UTIs para casos suspeitos na 4ª Macroregião de Saúde, da qual Araripina e Ouricuri fazem parte. “Com relação aos casos na semana passada, foram 134 ocorrências de SRAG, sendo quase 60% na nona Geres, que compreende o Araripe”, explicou Longo, ressaltando que as duas cidades concentram 70% de todos os casos da regional, com um total de 52 registrados na última semana.


Ainda de acordo com o secretário, na Semana Epidemiológica (SE) 23 a região apresentou 13 casos suspeitos da doença, enquanto na SE 31 foram notificados 77 casos suspeitos. “Sempre ressaltamos que, caso fosse necessário para salvar vidas, daríamos um passo atrás. Portanto, precisamos que, durante esses dias, a população só saia de casa para o que for verdadeiramente essencial. Temos que reforçar essas atitudes de prevenção para que tenhamos um resultado positivo após esse período”, afirmou.


Entre as medidas do Governo do Estado para ampliar a capacidade de atendimento da Rede Pública está a abertura de mais dez leitos de UTI para os usuários do SUS no Hospital Santa Maria – unidade filantrópica das Medianeiras da Paz, em Araripina. Além disso, nos próximos dias, oito leitos de enfermaria do Hospital Regional de Ouricuri serão transformados em vagas de UTI. Atualmente, nas duas cidades, existem 82 leitos dedicados à Covid-19, sendo 20 de UTI.

CONIAPE faz entrega de 1.500 testes rápidos de Covid-19 aos municípios consorciados

O CONIAPE (Consórcio Público Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras) realizou na manhã desta terça-feira (04) a entrega de 1.500 testes rápidos de Covid-19 adquiridos como medida de enfrentamento ao Novo Coronavírus para os municípios consorciados.  


Participaram da entrega, o presidente do CONIAPE e prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira, acompanhado dos prefeitos Romero Leal, Edílson Tavares e Álvaro Alcantara, de Vertentes, Toritama e Tacaimbó, respectivamente.  


Os testes rápidos adquiridos serão destinados aos municípios consorciados com distribuição gratuita para as Secretarias de Saúde, que irão reforçar a cobertura dos testes e o atendimento pleno aos munícipes, podendo avaliarem medidas de enfrentamento ao Novo Coronavírus em cada localidade através dos testes que forem sendo realizados.  


O prefeito Edson Vieira falou sobre a aquisição dos testes e ressaltou o empenho do Consórcio na luta contra o vírus. “O CONIAPE tem buscado soluções para ajudar as prefeituras e toda população, estamos diante de uma grave crise sanitária onde todos devem se unir e buscar melhores saídas, seja com testes e com equipamentos com custo mais barato através do consórcio”, disse.  


“Diante da pandemia, nosso consórcio teve a intenção de buscar amenizar os impactos dos municípios membros na aquisição de testes rápidos e na compra de insumos de saúde. Esses testes entregues aqui hoje, tenho certeza que vai melhorar o monitoramento de cada cidade”, ressaltou Priscilla Ferreira, secretária executiva do CONIAPE.  


Atualmente o Consórcio tem 22 municípios associados e seu objetivo é ajudar a solucionar problemas comuns como educação, meio ambiente, iluminação pública e serviços de saúde. A próxima aquisição será de máscaras de proteção que devem ser em breve entregues aos municípios. 

Eduardo da Fonte trabalha pela extensão do pagamento do auxílio emergencial e defende criação do Renda Brasil

O governo federal estuda prolongar até dezembro de 2020 o pagamento do auxílio emergencial, que começou a ser pago em abril. O deputado federal Eduardo da Fonte (PP/PE) defende o pagamento do benefício até o fim do ano e a criação de um programa social permanente de distribuição de renda.


“Tivemos um grande ganho social com o pagamento do auxílio emergencial. Diminuímos o número de pessoas abaixo da linha da pobreza e conseguimos aumentar a renda familiar das pessoas mais carentes. Outro reflexo é o ganho econômico, o benefício aumenta o poder de compra das pessoas e ajuda na recuperação da economia”, afirmou Eduardo da Fonte.


Inicialmente, a previsão era de pagamento de três parcelas do auxílio, mas cinco parcelas já foram confirmadas, de abril a agosto. Eduardo da Fonte é o autor de dois projetos de lei que tratam sobre o benefício, o PL 2550/20 estende o auxílio emergencial até dezembro de 2020, e o PL 3023/20, que cria um programa de distribuição de renda permanente e pode servir como base para a implantação do Renda Brasil.

Grupo Boca Preta em Brejo da Madre de Deus prestes a selar a união

O grupo Boca Preta de Brejo da Madre de Deus vivencia nos últimos dias um clima de paz e harmonia, tudo isso só foi possível após um encontro liderado pelo prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira, que reuniu os principais líderes do partido como o prefeito Hilário Paulo, o ex-prefeito Dr. Edson Souza e vereadores. 


De acordo com as informações, a reunião serviu para pôr e dar uma trégua nas disputas enfrentadas pelo grupo que vinha vivenciando uma indefinição com relação ao apoio à reeleição de Hilário Paulo. Ficou acertado entre os líderes que o grupo vai caminhar com apenas uma candidatura. 


Todo grupo chegou a conclusão de que com duas candidaturas não vencem as eleições, que deve ter como adversários o ex-prefeito Roberto Asfora e Rubinho Nunes e Josevaldo. 


Frailan Mota – De acordo com informações obtidas pelo Blog do Alberes Xavier, o grupo Boca Preta ofereceu ao assessor do secretário de Saúde Dr. Edson Souza, a vaga de vice-prefeito na chapa liderada por Hilário. Informações levam a crer que a sinalização de Frailan para ocupar o cargo foi positiva e que o ‘embaixador’ deve mesmo aceitar e ser o companheiro do baixinho. 


Edson Vieira – Com histórico de líder político e um dos mais articulados do Agreste de Pernambuco, o prefeito de Santa Cruz vem se destacando diante deste cenário no Brejo. Edson Vieira foi o responsável por alinhar o discurso do grupo e afinar a viola que estava descompassada. Vieira segue engajado na sua possível candidatura a deputado federal em 2022, e para isso precisa fazer o dever de casa, e na casa dos outros, como é a indefinição do Brejo da Madre de Deus.

Marília Arraes encontra dirigentes do PT municipal e estadual

Pré-candidata à prefeitura do Recife, a deputada federal Marília Arraes (PT) teve um encontro nesta segunda-feira (03) com o presidente municipal do PT, Cirilo Mota, e com o presidente estadual do partido, Doriel Barros. 


Marília convidou os dois dirigentes para uma reunião logo após ter sido confirmada novamente pelo PT como o nome do partido para disputar a prefeitura da capital pernambucana. 


“Esse diálogo é fundamental para fortalecer a unidade no partido e também para avançarmos nas propostas que serão apresentadas aos recifenses com maior intensidade a partir de agora”, explica Marília.


“Vamos entrar com o máximo de força na campanha, unindo o Recife, defendendo o legado do PT e apresentando as melhores propostas para a cidade. É bom lembrar que sou a única pré-candidata que desde março está discutindo uma plataforma de futuro, com o Recife Cidade Inteligente.”, conclui.

Germana Lacerda anuncia pré-candidatura a vereadora do Recife pelo PSC

A empresária Germana Lacerda lançou oficialmente a sua pré-candidatura a vereadora do Recife pelo Partido Social Cristão (PSC). O anúncio foi feito através das suas redes sociais na noite desta segunda-feira (3). 


Em sua primeira disputa para a Casa de José Mariano, Germana acredita que está na hora de mudar. “Diante de tanto descaso em nossa cidade, senti a obrigação de lutar pelo povo recifense. O momento é difícil, mas precisamos avançar para fazer diferente. Como mulher combatente e cidadã, decidi participar ativamente da vida pública e me coloco à disposição da população que acredita em um Recife melhor”, destaca Lacerda. 


Germana é esposa de Alexandre Lacerda, ex-vereador do Recife, com quem caminha politicamente há mais de duas décadas. Pelo trabalho que vem realizando nas comunidades do Recife, a empresária tem grande possibilidade de surpreender no dia 15 de novembro.

20 bairros de Caruaru recebem as operações Tapa-Buracos e de Manutenção esta semana

Com o cronograma atualizado semanalmente, a Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Obras, segue realizando os serviços de manutenção e tapa-buracos nas vias da cidade. A ação tem como objetivo recuperar o maior número de vias danificadas, seguindo um cronograma semanal, planejado de acordo com as necessidades emergenciais de cada localidade.


Esta semana (03 a 07/08), receberão reparos na pavimentação, desobstrução de redes de esgotos e limpeza de sistemas de drenagem, os bairros: Alto do Moura (Taquara de Cima); Avenida Brasil; Boa Vista; Centenário; Ceaca; Cachoeira Seca (ll Distrito); Divinópolis; Encanto da Serra; José Carlos de Oliveira ; Kennedy; Lagoa do Algodão; Maurício de Nassau; Murici; Morro Bom Jesus; Nossa Senhora das Dores; Nova Caruaru; Petrópolis; São Francisco; Santa Rosa e Vassoural.

COMITÊ PARA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA ELEGE SUA 1ª MESA DIRETORA EM PERNAMBUCO

No dia 03 de agosto de 2020 aconteceu, de forma remota, a eleição da primeira Mesa Diretora do Comitê Intersetorial de Políticas para População em Situação de Rua – CIPPSR, momento em que foi eleito como Presidente o Senhor Jailson José dos Santos, o que é uma marco representativo para a pauta de direitos da população em situação de rua, visto que Jailson é um dos coordenadores do Movimento Nacional da População em Situação de Rua, posição que assumiu após sua jornada de 12 anos sem endereço fixo, vivendo as ruas com todos os seus desafios e aprendizados. Podemos dizer que, com Jailson na presidência do comitê, a população em situação de rua assume lugar de destaque no debate e construção de uma política estadual para o público que representa.

 

Na reunião, estiveram presentes membros titulares e suplentes do comitê, dentre representantes da população em situação de rua, representações do governo do estado, prefeituras, movimentos sociais, sociedade civil organizada, além de membros convidados como representante da Defensoria Pública da União e de assessoria da Assembleia Legislativa - ALEPE, momento em que também foram eleitos a 1ª Secretária, Patrícia Marília Félix da Silva integrante do Grupo de Estudos Interdisciplinar Pobreza, Trabalho e Lutas Sociais (POPULUS) da UFPE, e o 2º Secretário, João Batista Júnior, militante do Movimento Nacional Meninos e Meninas de Rua – MNMMR.

 

Na estrutura da Secretaria de Assistência Social do Estado de Pernambuco, muito se destaca o empenho pessoal das servidoras Izabel Aquino e dona Mércia Aguiar, que são apontadas por todos como referência no trato e desenvolvimento de articulações coletivas em prol da população em situação de rua, pressão e emprenho que desaguaram em alguns avanços no Recife, como a inauguração de duas unidades de restaurante popular, além da ampliação do serviço de acolhimento institucional na região, e cobranças que resultaram em uma série de novas estruturas emergenciais para a população em situação de rua durante a pandemia.

 

O comitê, criado pelo Decreto do Executivo n° 46.749 de 23 de novembro de 2018 e instituído oficialmente em 2019, revela um espaço de construção coletiva e paritária da Política Estadual para População em Situação de Rua, além de alinhar estratégias para defesa e promoção de direitos dessas pessoas em especial, representando uma onda de mudança no olhar para com cidadãos invisibilizados pela sociedade.

 

Em 15 de outubro de 2019 o cenário começa a mudar com a realização da primeira audiência pública da ALEPE a tratar de direitos e demandas da população em situação de rua, audiência que foi organizada e requerida pelo Deputado Estadual Delegado Erick Lessa (PP) como presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Poder Legislativo do estado.

 

Pernambuco que não possuía qualquer lei que trata-se do tema, em 2020 ganhou uma Emenda à Constituição, a EC nº.51/2020, de autoria do Deputado Delegado Erick Lessa (PP), sendo a primeira constituição estadual do país a prever expressamente direitos e deveres para com a população em situação de rua, o que foi posteriormente reforçado com a aprovação das Leis Estaduais nº. 16.975/2020 e nº. 16.894/2020, as quais preveem a prioridade de matrícula para adolescentes em situação de vulnerabilidade, bem como a reserva de 5% das vagas de trabalho para pessoas em no perfil da população em situação de rua, para atuarem em empresas terceirizadas que contratam com o estado, ambos os projetos também de autoria do mesmo deputado que vem dedicando olhar e empenho específico para essa pauta.

 

Temos assim boas expectativas para o avanço na pauta da população em situação de rua, o que implica no necessário envolvimento de todos os agentes da sociedade, a própria população, a iniciativa privada, movimentos sociais, sociedade civil organizada, deputados, vereadores, governadores e principalmente prefeitas e prefeitos, que precisam tomar para si a responsabilidade com as pessoas em ações que vão muito além do que o momento de pandemia.

Denúncia: Em Olinda, alunos da Rede Municipal estão há quase três meses sem receber Kits de alimentação da prefeitura

A cobrança é reforçada pelo vereador Jorge Federal; durante esse período os 25 mil estudantes matriculados estão sem a garantia alimentar emergencial.


Pais e responsáveis por crianças matriculadas na Rede Municipal de Ensino de Olinda estão preocupados com a questão da garantia alimentar durante o período de pandemia. Os 25 mil alunos em recesso desde o último dia 18 de março, estão sem receber há quase três meses os kits alimentares emergenciais que a Prefeitura se comprometeu em disponibilizar. Atualmente, a Rede de ensino da cidade conta com 73 escolas e 23 anexos.


A Secretaria de Educação, Esportes e Juventude de Olinda montou um cronograma de distribuição nas unidades de ensino, que começou no dia 1º de abril do presente ano. O segundo lote de kits alimentares emergenciais foi concluído no dia 13 de maio, com sete itens: feijão, arroz, fubá, macarrão, leite em pó, biscoito e sardinha. 


No primeiro lote, no período de suspensão das aulas, as crianças matriculadas nas creches receberam um kit contendo leite em pó (1 pacote de 200g), cereal matinal ( 1 pacote de 150g) e três frutas. Já os estudantes do ensino fundamental e pré-escola receberam seis frutas, três pacotes de cookies e um litro de suco. De acordo com a Prefeitura de Olinda, o terceiro lote de entrega estava previsto pra a primeira semana de junho.


Cobrança


O vereador e presidente da Câmara Municipal de Olinda, Jorge Federal, acusa a atual gestão de superfaturamento nos itens que compõem os kits. De acordo com o vereador não houve cotação de preço. Segundo ele, foram adquiridas 50 mil kits ao custo de R$ 39,90, cada. Jorge informou que foi até alguns supermercados da cidade e fez a comparação de preço dos sete itens inserido nos kits. Na pesquisa feita pelo vereador, até com alguns produtos com marcas de melhor qualidade, o kit ficou no valor médio de R$ 29,70.


Jorge acrescenta ainda que recebeu muitas reclamações da procedência dos alimentos, como feijão com bicho, leite que ninguém conhecia a marca, a sardinha também não era de conhecimento. Um kit que deixa a desejar para ser fornecido a sociedade, reforça o presidente da Câmara de vereadores.


O político relata que tomou conhecimento que após a denúncia que fez à Polícia Federal e ao MPF, a Prefeitura deve fazer uma licitação séria, pois havia realizado uma dispensa sem publicação de edital ou cotação e logo fechou com uma empresa que ficou responsável por fornecer os kits. 


“Esperamos que o mais rápido possível, a Prefeitura resolva essa licitação de forma séria e respeitando o dinheiro público e atendendo as famílias dos alunos e aos alunos que tanto precisam”, desejou Jorge. 


O Portal entrou em contato com a secretaria de comunicação de Olinda enviando um e-mail para saber o que a gestão diz a respeito do atraso na entrega dos kits alimentares emergencial em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Acompanhe a nota que recebemos como resposta.


Esclarecimento


“A Secretaria de Educação, Esportes e Juventude de Olinda esclarece que os kits de merenda entregues nos meses de abril e maio foram adquiridos por meio de aquisição emergencial para não deixar os alunos e suas famílias em dificuldades. Entretanto, com a extensão da crise de saúde, esse modelo não pôde ser repetido, ficando o Município obrigado a realizar a compra pelo meio tradicional, o pregão eletrônico. O processo está em andamento e após ser finalizado a Prefeitura de Olinda retomará a compra e o fornecimento dos kits.”

Creche de alto padrão é inaugurada por Miguel Coelho no bairro Vila Marcela

Quando for permitida a volta às aulas, a Vila Marcela terá uma creche de alto padrão para receber as crianças do bairro. Nesta terça (04), o prefeito Miguel Coelho inaugurou o Centro de Educação Infantil (CMEI) da comunidade. A estrutura poderá receber até 188 alunos e foi construída por meio de um investimento de R$ 1,7 milhão. 


A creche erguida na Vila Marcela é classificada pelo Ministério da Educação como de alto padrão. A estrutura do prédio disponibiliza seis salas pedagógicas climatizadas, pátio coberto, fraldário, ambiente para amamentação, cozinha, lavanderia, copa e seis banheiros. A creche foi projetada com acessibilidade e telhado termoacústico para controlar o excesso de calor e ruídos.


Na entrega do equipamento público, o prefeito Miguel Coelho ressaltou a prioridade direcionada à educação infantil em Petrolina. "Graças a essa força política que temos falando tanto, que traz os recursos para a cidade, tem sido possível avançar na rede de educação. Investimentos numa estrutura de qualidade nas creches, escolas, na contratação de profissionais, equipamentos, mobília, climatização, enfim, num conjunto de elementos que faz nossa cidade ser destaque na educação e referência para um futuro próspero para nossas crianças", avaliou o prefeito.


A nova creche da Vila Marcela integra um pacote de obras para a educação infantil de Petrolina. Mais quatro CMEI estão em construção nos bairros Henrique Leite, Vila Eulália, Antônio Cassimiro e Padre Cícero. O pacote ainda contabiliza a unidade entregue no Residencial Pomares e outras cinco, em fase de licitação das obras, nas comunidades do Fernando Idalino, Nova Petrolina, Jardim Imperial, Jardim Petrópolis e Terra do Sul.