Paróquia de Santo Amaro em Taquaritinga do Norte fará homenagem as mães

Todos os anos a Matriz de Santo Amaro, no dia das mães, realiza uma programação toda especial para exaltar as guerreiras mães de Taquaritinga do Norte.  


Este ano, em virtude da pandemia do Coronavírus e pensando sempre na importância da vida e bem estar de todos, as comemorações serão diferentes. O pároco Padre Pedro das Romarias, pensou em cada detalhe para suprir e atender os fiéis em período de isolamento social. E amanhã (10), além de celebrarmos o dia das mães, também é dia de emancipação política da cidade, que completa 133 anos. 


Logo ai amanhecer, a cidade será acordada pelo repique dos sinos na Matriz junto com a recitação do ofício de Nossa Senhora. Às 10h, missa on-line, onde os fies poderão acompanhar através de nossas redes sócias: Facebook: Paróquia de Santo Amaro, Instagram: @paroquiasantoamarotqn 


A celebração será coordenada pelo Padre Pedro e contará com fotos das mães da comunidade, vivas e falecidas nas cadeiras da Matriz. Quem ainda quiser pode levar fotos de suas mães na secretaria paroquial. 


Já às 19h, será celebrada a missa em comemoração aos 133 anos de Emancipação Política de Taquaritinga do Norte, também on-line, transmitida pelas nossas redes sócias. “Estamos vivendo momentos deliciados, mas não podemos deixar de lembrar, recordar é celebrar com as mães de nossa comunidade. É uma data especial, e este ano também vem junto com o aniversário de nossa cidade.


Precisamos incentivar e resgatar a união de nossa comunidade. Juntos somos mais fortes nesse período de pandemia”, frisou Padre Pedro, pároco da Matriz de Santo Amaro. 


Não esqueçam de curtir, compartilhar, marcar seus amigos e familiares em nossas Live. Vamos juntos propagar o amor, a fé e a união de nosso Igreja.

Prefeitura de Taquaritinga do Norte, através da Secretaria de Ação Social firma parceria em favor da Casa de Passagem Maristela Monteiro

Na última quinta-feira (07), aconteceu uma reunião, nas dependências da Secretaria de Ação Social, Desenvolvimento e Trabalho, para assinatura do termo de convênio que será regido pela Lei federal 8.666 de 21/06/93 com alterações introduzidas pela Lei Federal 8.8883 de 08/06/94 que entre si celebraram a parceria entre a Secretaria de Ação Social de Taquaritinga do Norte e a Secretaria de Governo e Desenvolvimento Social de Santa Cruz do Capibaribe, em favor da Casa de Passagem Maristela Monteiro, objetivando mútua cooperação para o desenvolvimento de serviços assistenciais de natureza temporária, para crianças e adolescentes em situação de acolhimento frente a vulnerabilidade.


Estiveram presentes o Secretário de Ação social, Sr. Dal Fercondini, o Prefeito do município, Ivanildo Mestre, a Gestora da Casa de Passagem Maristela Monteiro, Jadira Silva, o Promotor de Justiça, Dr. Hugo Eugênio, os Advogados Jurídicos das Prefeituras de Taquaritinga do Norte e Santa Cruz, Dra. Ítala Silva e Tarcísio Assis da Silva, respectivamente. Também participaram da reunião, o Coordenador do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ronilson Medeiros e a Coordenadora do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Maristela Maria da Silva.

Respiradores comprados pelo Pará não funcionam

G1 PA


Os 152 respiradores comprados da China pelo governo do Pará para tratamento de pacientes com Covid-19 apresentaram falhas durante processo de instalação e ainda não puderam ser usados, afirmou o próprio governo estadual. Sobre o custo de cada respirador, R$ 126 mil, o Estado afirmou que os recursos não serão perdidos.


Os equipamentos chegaram na segunda-feira (4), junto com 1.580 bombas de infusão, que permitiriam a instalação de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19 e foram enviados para hospitais de Belém, Santarém, Marabá, Breves e Capanema.


Sespa disse que equipamentos funcionavam


Desde a última quarta, o G1 está questionando o governo sobre um vídeo que circula pelas redes sociais mostrando um suposto profissional da saúde em um hospital do estado, apontando as falhas. Somente nesta sexta, o governo se posicionou.


No dia em que foi questionada pela reportagem, o perfil da Secretaria de Saúde Pública (Sespa) publicou um vídeo em uma rede social, mostrando os aparelhos "em "pleno funcionamento". A publicação foi deletada.


A nota do governo diz que as dificuldades também ocorreram por outros compradores e que o governo está "em contato direto com os fabricantes, que prometem saná-los em caráter de urgência". Ainda segundo o documento oficial, os fabricantes assumiram que vão resolver os problemas e adequar os equipamentos aos parâmetros nacionais.


Compra


No total, foram comprados 400 respiradores que, somados, custaram R$ 50,4 milhões, além de 400 monitores multiparamétricos, 400 oxímetros de pulso e 1600 bombas de infusão, totalizando R$ 100 milhões em investimentos, segundo o governo.


Segundo o governo, 80 respiradores foram destinados para o Hospital de Campanha de Belém e 30 para o Hospital Galileu, todos em Belém. Dez respiradores vão para o Hospital de Campanha de Santarém; 10 para o Hospital de Campanha de Marabá; 5 para o Hospital de Campanha de Breves e 4 para o Hospital de Capanema.


Cerca de 556 bombas de infusão acompanham os respiradores. Todos começaram a ser enviados na segunda.


Nessa primeira leva, o governo recebeu cerca de 152 respiradores e 1.580 bombas de infusão que seriam instalados em novos leitos de UTI. Outros equipamentos devem sair da China ainda esta semana rumo a Belém, totalizando a compra de 400 kits de UTI, segundo o governo.

Arrecadação de recursos de campanha eleitoral pode ser feita a partir do dia 15

A partir do dia 15 de maio do ano eleitoral, é facultado aos pré-candidatos a arrecadação prévia de recursos de campanha na modalidade de Financiamento Coletivo, também conhecida como “Crowdfunding” ou “vaquinha eleitoral”.


A arrecadação de recursos na modalidade de financiamento coletivo apenas é possível por intermédio de entidades (pessoas jurídicas) que promovam técnicas e serviços de financiamento coletivo através de sítios na internet, aplicativos eletrônicos, bem como outros recursos similares, desde que atendam aos requisitos listados no art. 23, § 4º, IV, da Lei n.º 9.504/97.


Entretanto, a liberação dos recursos eventualmente arrecadados pelas entidades de financiamento coletivo para os pré-candidatos somente pode ocorrer após o requerimento do registro de candidatura, a inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) e a abertura de conta bancária específica destinada a registrar a movimentação financeira de campanha.


Caso o pretenso candidato não se registre na Justiça Eleitoral, os valores arrecadados devem ser devolvidos aos doadores na forma e nas condições estabelecidas entre a entidade arrecadadora e o pré-candidato.


As doações recebidas mediante financiamento coletivo devem ser identificadas pelo nome completo e o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) de cada um dos doadores, o valor das quantias doadas individualmente, a forma de pagamento e as datas das doações. O valor das doações nessa modalidade deve ser limitado a R$ 1.064,10 (um mil e sessenta e quatro reais e dez centavos), exclusive, em obediência ao art. 21, § 1º da Resolução TSE n.º 23.607/2019.


A referida modalidade de arrecadação de recursos de campanha encontra-se disciplinada nos artigos 22 a 24 da Resolução TSE n.º 23.607/2019 e a relação contendo as empresas de financiamento coletivo, bem como outras orientações, pode ser consultada no site do Tribunal Superior Eleitoral – TSE.

Governo do Estado faz balanço das ações de enfrentamento à pandemia

Pernambuco já investiu R$ 411 milhões e abriu 431 novos leitos de UTIS em apenas dois meses


Passados quase dois meses dos primeiros registros de casos de Covid-19 no Estado, o governador Paulo Câmara fez um novo pronunciamento elencando ações e investimentos aplicados no combate à pandemia em Pernambuco. Até o momento, os dados indicam que os gastos totais na Saúde já atingiram a marca de R$ 411 milhões em recursos próprios.


“Esse valor é três vezes maior do que o montante enviado pelo Governo Federal, que foi de R$ 130 milhões”, disse o governador Paulo Câmara. A estimativa governamental é de que os investimentos para a Saúde em Pernambuco atinjam, até o final do ano, a cifra de R$ 950 milhões. 


Esses investimentos do Estado possibilitaram a abertura de 431 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva – UTIs em todas as regiões. O apoio federal, repassado através do Ministério da Saúde, permitiu a transferência de equipamentos suficientes para abrir 40 leitos.


CUIDADOS – Nesse período, o Governo do Estado criou e implantou a plataforma de assistência médica online Atende em Casa. O aplicativo já está em pleno funcionamento em 20 municípios pernambucanos e possibilitou a realização de nove milhões de consultas à distância, contribuindo com a diminuição da demanda nas unidades de saúde.


Outra ação importante foi instalação dos Pontos de Cuidado, que realiza um intenso trabalho de apoio e assistência para as pessoas em situação de rua. Localizados nas cidades do Recife e Paulista, os Pontos de Cuidado oferecem acesso à alimentação e disponibilizam kits de higiene e banhos para a população carente.


O governador Paulo Câmara elencou outras medidas tomadas para reduzir os impactos econômicos junto a diferentes setores, como a isenção da conta de água para a população de baixa renda. Ele também falou sobre a ação Artesanato Solidário, que vai apoiar os artesãos cadastrados que possuem produtos disponíveis nas lojas do Centro de Artesanato de Pernambuco e dependem financeiramente dessa comercialização. Mais de mil artesãos serão contemplados com os valores correspondentes à média de vendas. Essas peças serão doadas para instituições de caridade.


Paulo Câmara destacou que Pernambuco foi considerado o estado com a comunicação mais transparente do Brasil pela quinta vez consecutiva. Ele lembrou que o Governo do Estado mantém uma equipe técnica com epidemiologistas, sanitaristas, especialistas da Saúde e de outras áreas, analisando os dados colhidos sobre essa epidemia nos últimos 60 dias. Essas informações técnicas servirão de base para orientar as ações de Governo.


O governador destacou que, diariamente, a situação é monitorada pelo Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, que funciona em regime de prontidão 24 horas. “Cada pernambucano e cada pernambucana tem o papel fundamental a cumprir nesse momento. Precisamos aumentar o isolamento social, ele é fundamental para salvar vidas. Fique em casa por você, por sua família, pelo próximo e por todos nós”, finalizou.

Adriano Roberto sai em defesa de Sebastião Oliveira

Minha mais veemente solidariedade ao deputado Sebastião Oliveira.


Trabalho com o deputado Sebastião há mais de 7 anos e sou o mais forte testemunho da seriedade e transparência de seu trabalho. Neste momento do país onde vivemos uma forte turbulência política e institucional estamos assistindo uma inigualável ação de limpeza nos órgãos públicos nos três níveis de gestão, municipais, estaduais e federais.


Hoje a Polícia Federal deu sequência a mais uma operação realizada sobre obras do Departamento de Estradas e Rodagens DER e da extinta Secretaria de Transportes de PE (SETRA). Me lembro da BR 101, na região metropolitana do Recife, uma rodovia federal destruída e impraticável, palco de uma grande briga política entre a então presidente Dilma e o então pré-candidato Eduardo Campos. Briga esta que foi fruto do cancelamento de um projeto Federal chamado - Arco Metropolitano. Nunca saiu do papel.


Lembro também do empenho de Sebastião - que estava encerrando sua gestão da SETRA - para trazer para o Estado de Pernambuco a responsabilidade da requalificação da rodovia e aliviar o sofrimento dos 60 mil motoristas que transitam pela estrada diariamente. Com sua amizade e esforço perante o Ministério dos Transportes conseguiu as verbas para tocar a obra.


Assim que começou a obra em si, Sebastião deixou compulsoriamente a SETRA para se dedicar a campanha eleitoral da sua reeleição na Câmara Federal. Se no andamento dos trabalhos da BR 101 houve ou não irregularidades nós vamos saber ao final das investigações da PF, e com o veredito transitado em julgado na justiça.


Mas de uma coisa estou certo: a intenção nobre e a seriedade do Deputado Sebastião Oliveira foi irrefutável e o tempo que estou ao lado deste político impar do Brasil me leva a crer que estamos diante de um lamentável equívoco. Esperemos os acontecimentos, em meio a todas especulações políticas no andamento das nossas instituições públicas e depois vamos ver o resultado de mais esse pesadelo.

"O Ministério Público tem tomado um protagonismo muito grande nessa época de enfrentamento do coronavírus”, afirma Edilson Tavares

Edilson Tavares destaca trabalho no enfretamento da COVID-19 em Toritama 


O prefeito de Toritama, Edilson Tavares (MDB), tem atuado desde os primeiros sinais da pandemia do novo coronvírus para estruturar o município para o combate a doença. Foi um dos primeiros da região do agreste a entregar um Hospital de Campanha e a promover ações de combate a propagação do vírus. 


Durante participação ao programa Cidade em Foco, o mesmo destacou como tem enfrentado o vírus no município. "Já é extremante complexo fazer uma gestão municipal, ter bons resultados na política e a pandemia do COVID-19 vem agravar e elevar substancialmente todos as dificuldades. Mas estamos vencendo, temos tido diversas ações no município de Toritama que fazem grande diferença para a população”, disse. 


Tempo - Questionado pelo radialista Alberes Xavier sobre o tempo que levará para a superação da doença, o prefeito buscou se realista. "Os efeitos da pandemia devem levar muito tempo, nós acreditamos que cerca de 2 anos nós estaremos ainda, digamos, sob os efeitos da pandemia. Mas em relação ao ‘lockdown’ e a quarentena, tenho visto muito relaxamento”, afirmou. 


Momento de união - Na oportunidade, o prefeito ainda lamentou a postura de algumas figuras políticas da cidade que seguem apostando em intrigas. "Ainda tem muitas pessoas pensando em eleição, em brigas políticas e acho que isso não leva a lugar nenhum, muito pelo contrário, estamos em um momento de união, em um momento de todos nós darmos as mãos para que possamos vencer esse grande desafio”, disse. 


Hospital - Edilson destacou na oportunidade um investimento de 1,5 milhão de reais para a montagem do Hospital de Campanha na cidade. "Toritama deu o seu exemplo abrindo o seu Hospital de Campanha, porque já no carnaval nós entendíamos que haveria um acirramento muito grande da pandemia e fizemos o que é a nossa obrigação”, disse o mesmo, destacando que os investimentos contaram com recursos de emendas de deputados e levam em conta a compra de equipamento e ambulâncias. 


Governo do Estado - O prefeito ainda lamentou o pouco apoio dado pelo Governo do Estado ao município. "O Governo do Estado tem sinalizado com ajuda, chegou um pouquinho. Recebi se não me engano 12 litros de álcool em gel, é muito pouquinho né? Foi bem pouquinho, recebemos um pouquinho de máscaras, acho que foi mil e poucas máscaras”, disse o mesmo, lamentando também a ajuda de apenas 2 reais por habitante ofertada pelo Governo Federal. 


Ações - Apesar dos recursos escassos, Edilson destacou que tem conseguido manter a folha de pagamentos em dia, sem demissões. O mesmo esclareceu que tem remanejado os funcionários para atuar em funções que não afetem o desempenho do isolamento social na cidade. A gestão ainda tem trabalhado na garantia de assistência nas longas filas presentes nas agências bancárias, bem como, tem distribuído máscaras e álcool em gel para a população. 


MP - O prefeito aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio que tem recebido do Ministério Público neste momento. "O Ministério Público tem tomado um protagonismo muito grande nessa época de enfrentamento do coronavírus e eu fico extremamente agradecido por isso. Porque muitas vezes nós precisamos ter um respaldo a mais, com época de pandemia, foram editados decretos de emergência e calamidade, e o prefeito muitas vezes se sente inseguro”, destacou.


Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Cambucá FM (104.9), Rádio Vale FM (91.7), Redentor FM (104,9), Orobó FM (105.9), Potyra FM (87,9), Vertentes FM (104.9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net ou através do www.blogdoalberesxavier.com 

Relatório de Gustavo Gouveia sobre uso de máscaras é aprovado por unanimidade

O deputado estadual Gustavo Gouveia apresentou, na Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCLJ), a relatoria da tramitação conjunta dos Projetos de Lei nº 1.095/2020 e 1.100/200, de autoria da deputada Simone Santana e do deputado Joaquim Lira, respectivamente. Os PLs dispõem sobre a obrigatoriedade de uso de máscaras em espaços públicos e em comércios de todos os gêneros, como medida de enfrentamento à disseminação do novo coronavírus, causador da Covid-19, em Pernambuco.


As proposições apresentadas tem o objetivo de proteger a sociedade, visando a redução da disseminação e à manutenção da saúde, onde o direito individual de liberdade não pode prevalecer em detrimento do direito à vida e à saúde de toda a população. “De forma prática, na implementação da lei, todo o cidadão pernambucano deverá usar máscara ao sair da sua residência, um sacrifício necessário para a saúde de todos nós”, explica Gustavo Gouveia. 


O Projeto de Lei nº1.095/2020, de autoria da deputada Simone Santana, determina entrada de pessoas com o uso de máscaras em estabelecimentos comerciais que estão prestando serviços indispensáveis, como supermercados, hipermercados, bancos e afins, durante o período de pandemias. “Parabenizo o deputado Gustavo Gouveia pelo seu relatório, que está bem fundamentando, conclusivo e bem objetivo. Não deixou dúvidas em relação da importância desse projeto”, elogia a parlamentar.


Abordando o mesmo tema, o Projeto de Lei nº 1.100/ 2020, de autoria do deputado Joaquim Lira, dispõe sobre a obrigatoriedade de uso de máscaras em espaços públicos, como medida de enfretamento ao coronavírus, causador do Covid-19. Diante da semelhança, os dois projetos tiveram sua tramitação conjunta, de acordo com o regimento interno da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), foi aprovado por unanimidade e segue para as comissões temáticas.

FIEPE doa cestas básicas para famílias vulneráveis de Petrolina - PE

Representantes da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) entregaram 400 cestas básicas, na manhã desta sexta-feira (8), ao programa Transforma Petrolina. A doação, que faz parte do projeto de apoio voluntário da entidade na luta contra o novo Coronavírus, será destinada ao atendimento imediato às famílias em situação de vulnerabilidade social.


De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do município, Petrolina tem hoje 60 mil pessoas em situação de fragilidade social, sendo que 20 mil destas vivem em locais com menor índice de desenvolvimento humano. As doações da Fiepe ajudarão parte dessas famílias que estão cadastradas nas 10 unidades do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS).


Para o diretor da unidade regional da FIEPE, Albânio Venâncio, a doação das cestas básicas que inclui também material de limpeza e pesam 13 quilos cada, chega em momento bastante oportuno. "Além de ajudar na alimentação com produtos variados e de qualidade, a doação das cestas básicas evita também que as pessoas saiam de casa para ir ao comércio comprar, correndo o risco de contrair a Covid-19", ressaltou.


Venâncio lembrou ainda que a entidade vem participando efetivamente das ações voluntárias desenvolvidas em Pernambuco desde o início da pandemia. "O Sistema FIEPE começou doando equipamentos de protetores individuais. Num segundo momento, entregou mais 10.450 protetores faciais (face shields), além de 28 mil máscaras cirúrgicas triplas e 2 mil capotes. E mais recente, reforçou o combate à pandemia com 12 respiradores. Os equipamentos, que estavam em desuso, foram consertados por profissionais do SENAI Pernambuco", concluiu.

Marília: “falta de água nas comunidades não é resolvida porque Governo e Prefeitura do Recife não tomam atitude“

A deputada federal Marília Arraes enviou na última semana três ofícios compartilhando com as autoridades sua preocupação com a falta de água nas comunidades do Recife. Em comunicado para a Compesa, Prefeitura do Recife e Exército, Marília pediu atenção e ação para o drama da falta de abastecimento em plena pandemia do coronavírus. “Das três autoridades procuradas, só o Exército respondeu”, lamenta.


Marília Arraes tem mantido contato permanente com as rádios comunitárias do Recife e está recebendo relatos da população sobre a ausência de água nas torneiras por vários dias, até semanas. Para tentar fugir do problema, famílias chegam a pagar cerca R$ 150 por caminhão pipa.


“O que eu defendo é que estes carros-pipa levem água gratuitamente às comunidades pelo Exército, como ocorre em regiões de seca, no interior do Estado. O que não dá é pedir para as pessoas lavarem as mãos pra se proteger da doença sem água”, diz.


O Exército, porém, na resposta enviada a Marília, reforçou que, de acordo com a legislação, para que os carros-pipa cheguem às comunidades é preciso pedido formal da Prefeitura do Recife e Governo do Estado. O que não aconteceu até o momento.


“A Compesa e a Prefeitura do Recife não me responderam, mas o Exército respondeu deixando claro que só pode agir se o governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Júlio tomarem uma atitude. Enquanto isso não acontece, o povo fica sem água”, protesta Marília.


A deputada voltou a lamentar que Governo e Prefeitura só tenham agido nos últimos dias após cobranças do Ministério Público ou da Justiça, como tem ocorrido com a necessidade de isolamento mais rigoroso da população. “Falta liderança. É fácil dizer na TV que precisamos de união, quando na verdade não se procura essa união. A falta de articulação para resolver o problema da falta de água é um exemplo disto”, conclui.