Morre o comentarista José Bezerra

Publicado por Alberes Xavier em 11/04/2021 às 11:00


O comentarista esportivo José Bezerra morreu. A informação foi divulgada neste domingo (11). Recentemente, ele teve passagens pela Rádio Clube.


Ainda não informações sobre local do velório e sepultamento.


Nascido em 1943, José Bezerra estava internado há alguns dias no Hospital São Marcos, no Recife. A causa da morte não foi informada.


José Bezerra nasceu em 1943 no município de São Caetano, no Agreste de Pernambuco. Concluiu o curso primário na cidade e aos 13 anos mudou-se para Caruaru onde cursou o Ginasial e o Científico. 


Aos 17 anos, iniciou por acaso sua trajetória como radialista na Rádio Cultura do Nordeste. Após finalizar uma leitura em uma aula de história, José Bezerra foi convidado pelo colega Souza Pepeu, que trabalhava na rádio, para fazer um teste para locutor. O jovem foi aprovado e já no dia seguinte começou a trabalhar na empresa. 


Em 1963, após cumprir o serviço militar, José Bezerra foi para o Recife fazer faculdade. Frequentou o curso de filosofia por um ano e depois estudou direito por três anos. Desistiu da faculdade ao sair o seu registro profissional como jornalista. 


Ao chegar ao Recife, faz um teste na Rádio Olinda, sendo aprovado e contratado como locutor de cabine. Imediatamente começou a trabalhar com esportes, pois na época a empresa estava começando a montar a sua equipe esportiva. Trabalhou como repórter de campo e em 1969 tornou-se narrador. 


Foi trazido pelo comentarista da época Barbosa Filho para a Rádio Clube antes da Copa do Mundo de 1978. 


Em 1988, interrompe a carreira no rádio para se dedicar à Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), órgão em que trabalhava desde 1963.


Retorna ao rádio em 1999, atendendo a um pedido do professor Luiz Maranhão, para implantar um projeto de formação de profissionais na Rádio Universitária, onde ficou até 2010. 


Em 2005, foi recontratado pela Rádio Clube e narrou partidas até 2007, passando então à posição de comentarista, onde seguiu até meados de 2015.