Em entrevista à TV Brasil, ministro Fábio Faria diz que 5G ficará como legado para os próximos dez anos

Publicado por Alberes Xavier em 07/04/2021 às 05:30


No ar há 35 anos, o Sem Censura lançou nesta segunda-feira uma nova temporada com perguntas de jornalistas

 

Sem cortes, sem filtro. Esse é o Sem Censura, programa da TV Brasil com nova temporada lançada na noite desta segunda-feira (5/4). Na reestreia, ao vivo, o convidado foi o ministro das Comunicações, Fábio Faria, que respondeu jornalistas sobre conectividade no país e temas em alta no governo e na política.


Entre os destaques da entrevista, o ministro reforçou que a missão à frente da pasta é levar conectividade a todos os brasileiros até 2028. Com a chegada do 5G, essa realidade ficará mais perto e será possível acabar com o deserto digital, que atinge, atualmente, cerca de 45 milhões de brasileiros.


“Como legado, iremos deixar a tecnologia 5G para os próximos 10 anos, conectar o Brasil e levar a internet para todos os brasileiros. Nós temos essa missão”, afirmou o ministro.


Durante a entrevista, Fábio Faria também falou sobre o programa Wi-Fi Brasil. "Estamos levando internet principalmente para as escolas. Já são quase 10 mil escolas rurais que podem oferecer conexão aos estudantes". O programa é uma das prioridades da pasta. "Espero que a gente consiga, ao longo dos anos, fazer com o que o Brasil tenha dado a cada brasileiro direito de acessar a internet. Todos nós sabemos a importância que isso tem", complementou.


"Ministro por um dia"


Em um dos quadros do programa, telespectadores comentaram o que fariam se fossem ministro das Comunicações por um dia. Os participantes falaram sobre a importância de garantir acesso à internet para toda a população brasileira e da divulgação de ações do Governo Federal para informar os cidadãos e combater fake news.


Paulo Antônio de Souza, do Rio de Janeiro (RJ), afirmou que, se estivesse no cargo por um dia, "colocaria internet gratuita em todas as comunidades e praças desses país”. A decisão que ele tomaria já está se tornando realidade. Hoje, o Ministério das Comunicações desenvolve os programas Wi-Fi Brasil, Norte Conectado e Nordeste Conectado.


Com o Wi-Fi Brasil, mais de 13 mil pontos de internet foram instalados, com 9.700 escolas atendidas, mais de 600 postos de saúde e 500 aldeias indígenas, além de praças públicas para acesso livre e gratuito do público geral.


O programa Norte Conectado vai garantir mais 750 quilômetros de fibra ótima entre Macapá (AP) e Santarém (PA), passando pelo leito do Rio Amazonas nas cidades de Alenquer, Almeirim e Monte Alegre, ambas no Pará, com cerca de R$ 90 milhões de investimento.


Já o Nordeste Conectado já levou internet para Campina Grande (PB), Petrolina (PE), Caicó (RN), Mossoró (RN), Caruaru (PE) e Juazeiro (BA). Agora, o programa vai conectar mais 16 cidades polos, podendo atingir mais de 42 localidades na região.


Novo Sem Censura


O programa é apresentado por Marina Machado e, nesta reestreia, contou com a participação dos jornalistas Fábio Murawava (Valor Econômico) e Mariana Holanda (Estadão) como debatedores convidados.


Em uma versão dinâmica, o programa é dividido em em três blocos. No primeiro, as perguntas são voltadas para assuntos factuais e também da carreira do entrevistado. No segundo bloco, é aberto espaço para um debate de diferentes perspectivas sobre determinado tema. O entrevistado também responde perguntas gravadas feitas por cidadãos em vídeo ou compartilhadas pela internet. No último bloco, o convidado pontua sua visão sobre o debate. (Do MCOM)