“Peguei uma prefeitura sucateada desse grupo que está no poder e não fui choramingar em live, se concentre no trabalho prefeito”, rebate Edson Vieira sobre acusações de Fábio Aragão

O ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira (PSDB) se defendeu das acusações proferidas pelo atual prefeito Fábio Aragão (PP), que afirmou haver débitos de R$ 8 milhões, entre serviços de coleta de lixo, provedor de internet e dívidas com a Educação e Saúde. 


“Não estava nos meus planos conceder essa entrevista, mas quando nossa honra é afetada precisamos esclarecer os fatos”, frisou Edson Vieira em tom áspero, inclusive trazendo dados relacionados ao final de sua gestão e apresentando extratos e valores deixados em caixa. 


Para Edson, o prefeito tem se mostrado inexperiente e com equipe incapaz de conhecer o funcionalismo público. “Precisa se montar uma equipe qualificada e que conheça a realidade da cidade. Vejo muita politicagem em tudo isso, e acho que já deu a hora de desarmar os palanques, porque quando eleito, administramos pra todos”, falou Edson. 


O ex-prefeito relembrou que ao assumir em 2013, realizou auditoria e trouxe dados baseados por uma consultoria, que naquela época calculou débitos de mais de 50 milhões de reais herdados pela gestão de Toinho do Pará. 


“Peguei a prefeitura sucateada e não fui choramingar não. Quando fui à rádio falar, fiz baseado em dados com uma consultoria e cobrei que os órgãos de controle fizessem seu papel a partir daquele momento. Não fiz live pra inventar desculpas não”, rebateu.