Em visita a Dois Unidos, Marília se compromete em revitalizar Centro Social Urbano do bairro

O Centro Social Urbano está abandonado desde 2013. Os moradores pedem que o espaço seja reaberto para a criação de cursos profissionalizantes e espaços de lazer


Após uma visita ao Centro Social Urbano Jorge Marinho Falcão, em Dois Unidos, a candidata a Prefeita do Recife, Marília Arraes (PT), se comprometeu em revitalizar espaços urbanos necessários para o fomento da economia, cultura e da geração de empregos dentro das comunidades. "O que a gente quer é cuidar da cidade, cuidar do que já tem, colocar para funcionar o que já tem."


"Os CSU's são equipamentos que são referência. Dois Unidos é um bairro que tem mais de 30 mil habitantes e que precisa de um espaço como esse. É um absurdo este local estar abandonado. Aqui poderia funcionar um espaço de lazer, um curso profissionalizante, de promoção da cultura, para que a gente levasse também cidadania para as pessoas."


Um dos compromissos do Programa de Governo de Marília é a revitalização da rede de equipamentos, incluindo CSU's, as quadras dos bairros, os campos de várzea, as praças e parques para que a população tenha locais de inclusão com segurança e qualidade. "Depois de revitalizado, traremos de volta os cursos profissionalizantes que já existiram aqui e que atendiam especialmente aos jovens e mulheres, capacitando essas pessoas para diversas atividades como marcenaria, barbearia e manicure."


Marília também criticou a falta de compromisso da atual gestão municipal do PSB com o Centro Social Urbano de Dois Unidos e, consequentemente, com a população do Recife.


"Esse CSU existe desde 1975 e em 2013 o Governo do Estado, do PSB, repassou o equipamento para a gestão da Prefeitura do Recife, também do PSB. De lá para cá, a situação só piorou. O telhado do prédio principal está caindo, a quadra poliesportiva não tem condições de uso. O local se transformou em um grande depósito de lixo. Tudo isso é reflexo da falta de cuidado e respeito da atual gestão da Prefeitura com as comunidades, especialmente na periferia."