Lei de Wanderson Florêncio garante realização de coleta seletiva em eventos privados com mais de mil pessoas

Os grandes eventos privados serão obrigados a realizar a coletiva. É o que determina a Lei 17.108/20, de autoria do deputado estadual Wanderson Florêncio (PSC), presidente da Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Assembleia Legislativa de Pernambuco. 


A nova legislação estadual abrange qualquer evento, reunião, comemoração, espetáculo ou cerimônia que sejam realizados em locais privados em que estejam previstos um público superior a mil pessoas. Além da coleta seletiva, os organizadores precisam destinar o lixo seco ou resíduo reciclável para associações ou cooperativas de catadores. 


"Esses eventos produzem grande quantidade de lixo, sendo uma enorme parcela reciclável, como latas e plásticos. É mais um avanço que conseguimos para tornar Pernambuco um estado mais sustentável", afirmou Wanderson Florêncio. 


“A coleta seletiva nesses eventos também servirá para conscientizar as pessoas da importância da reciclagem do lixo que produzimos, servindo de estímulo para que os pernambucanos realizem a separação dos resíduos em outros ambientes como residências e locais de trabalho”,acrescentou o parlamentar.