Conscientizar sobre a perda gestacional é garantir avanço rumo à dignidade humana da mãe, defende Eduardo da Fonte

O deputado federal Eduardo da Fonte apresentou um projeto de lei para instituir o mês de outubro como referência na conscientização da perda gestacional e neonatal. Atualmente, apenas o dia 15 de outubro é destacado para lembrar a data. A proposta prevê, entre outros pontos, campanhas para conscientização, orientação e sensibilização para o tema.


“Precisamos garantir o amparo necessário para essas mães que perderam seus filhos. O Norte e o Nordeste são as regiões com maiores taxas de mortalidade neonatal e eu entendo que o governo tem que se empenhar para conscientizar a população e nós podermos reduzir esse índice” afirma Eduardo da Fonte. 


O deputado explica ainda que vai propor a ampliação dos direitos das mães que tiverem perda gestacional, como, por exemplo, acompanhamento psicológico ainda no hospital. “Vamos trabalhar pela conscientização, garantia de direitos e amparo para as mães nesse momento tão difícil”, explicou o parlamentar.