“Está no momento de mudar Pernambuco”, diz Dr. Valdir ex-prefeito de Vertente do Lério

Publicado por Alberes Xavier em 22/06/2022 às 21:39



O ex-prefeito de Vertente do Lério e ex-deputado estadual, Doutor Valdir (PL), participou de agenda no município com o pré-candidato ao Governo de Pernambuco, Anderson Ferreira (PL) e o pré-candidato ao Senado Federal Gilson Machado Neto (PL). O encontro reuniu dezenas de pessoas na tarde e noite desta quarta-feira (22).


Em entrevista ao Blog do Alberes Xavier e à Rede Pernambuco de Rádios, Valdir, que administrou Vertente do Lério por dois mandatos, elogiou a administração de Anderson na cidade de Jaboatão dos Guararapes. O ex-gestor também agradeceu pelo reconhecimento da população.


“O reconhecimento das pessoas acontece porque são políticos do bem. Políticos que são temente a Deus, que valorizam a família, a criança e a pátria. Isso é o reconhecimento que as pessoas têm ao tipo de político que estamos presenciando aqui em Vertente do Lério”, falou.


Valdir não polpou elogios à gestão de Bolsonaro (PL) no governo federal. Segundo ele, não tem faltado dinheiro para os prefeitos e governadores na administração do presidente. “Só não sabem administrar”, argumentou.


“Está no momento de mudar Pernambuco. Chegou o momento de dar outra história ao estado de Pernambuco, porque quem vai ganhar são os pernambucanos. Eu tenho certeza que, com a benção de Deus, vamos ter uma nova história”, finalizou o ex-prefeito.


Pré-candidato a deputado estadual, Valdir tentará voltar a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) nas eleições deste ano.

Veja Também

“Ela fecha um apoio e depois desmoraliza dizendo qual foi o valor do apoio”, denuncia ex-prefeito de Vertentes do Lério, Doutor Valdir

“Está no momento de mudar Pernambuco”, diz Dr. Valdir ex-prefeito de Vertente do Lério

“Levaram um programa de primeiro mundo e a realidade não condiz com isso”, dispara Dr. Valdir sobre administração da prefeita em Surubim

"Cajá do Batista continua sendo desprezada pelos políticos de Vertentes do Lério", lamenta Castro Neto