Novo presidente da Câmara de Camaragibe, Paulo André levanta suspeitas de favorecimento à ex-prefeitos inelegíveis e atual prefeita

Nesta sexta-feira (27), o desembargador Márcio Aguiar, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), decidiu afastar o vereador Toninho (PP) da presidência da Câmara Municipal de Camaragibe. Em seu lugar assume o vereador Paulo André (PSB). 


O fato novo deixou a cidade em alerta e levantou diversas suspeitas na população. Vale lembrar que foi de Paulo André o único voto contrário a cassação do ex-prefeito Demóstenes Meira (PTB), que foi solto e vem trabalhando para anular o processo. 


Outro interessado direto na posse do novo presidente é o também ex-prefeito Jorge Alexandre (SD), que está inelegível por ter as contas de sua gestão reprovadas. Ele sonha com um novo julgamento e já foi visto se reunindo com Paulo André.


Quem também pode ser beneficiada com o afastamento de Toninho é a prefeita Dra. Nadegi Queiroz (PSDC). O ex-presidente denunciou a atual gestão ao Tribunal de Contas do Estado e encontra-se em auditoria.


Em sua defesa, Toninho diz que a eleição antecipada para presidente da Casa não é proibida pelo regimento interno. Ele alegou a perseguição após o rompimento político com o ex-prefeito Meira, fato que provocou uma nova eleição, atropelando a que já havia ocorrido. 


De acordo com o desembargador, a decisão pode ser revista a qualquer tempo, desde que haja motivos suficientes e que sejam devidamente comprovados. Toninho irá recorrer.