População brejense fica estarrecida com o valor de mais de R$448 mil que será gasto na reforma do novo prédio da Câmara Municipal

Após comentários do comunicador Alberes Xavier no seu programa na rede Agreste de Rádio na manhã desta quarta-feira dia (25), sobre o projeto colocado pelo vereador Flávio Diniz (PCdoB) no valor de mais de R$ 448.000,00 (quatrocentos e quarenta e oito mil reais) para a reforma do novo prédio da Câmara Municipal de Vereadores do Brejo da Madre de Deus, deixou a população estarrecida com o valor a ser utilizado em um prédio pronto e tombado pelo Estado.


O presidente da Câmara Municipal de vereadores de Brejo da Madre de Deus, tem tomado decisões estranhas, se assim podemos dizer. Após um ano de mandato a frente do poder legislativo vem fazendo coisas que estão desagradando os colegas vereadores, como a população de um modo geral.


Depois de fazer a troca do prédio da Câmara Municipal pelo prédio onde funcionou o antigo mercado de farinha com o prefeito Hilário Paulo, o mesmo disse que estaria fazendo algumas economias, inclusive com acordos feitos com os colegas vereadores para a reforma do novo espaço onde deveria já está funcionando a Câmara Municipal de vereadores, porém não é assim que aconteceu.


O vereador Jobson Barros (PTC) em uma entrevista ao radialista Alberes Xavier no último dia (19) deixou ciente a sua insatisfação com a postura do presidente da Câmara: "Eu lamento, eu lamento a situação que estamos vivenciando na câmara de vereadores. A troca dos prédios só deveria acontecer quando de fato estivesse toda uma organização para não estarmos em auditório de sindicato ou prefeitura", disse Jobson Barros.


Ainda sobre a Câmara Municipal e o valor a ser gasto na reforma, o vereador Jobson disse que: "O valor a ser gasto é um valor bom e razoável e que não poderia ainda avaliar a transparência do presidente da casa, porém depois que o mesmo voltou para base do governo não houve ainda conversa, e não consegue falar com Flávio Diniz," pontuou o vereador. (Do Blog Manhã Nordestina)