APÓS 6 ANOS SEM ATENDIMENTO DE GINECOLOGIA, OBSTETRÍCIA E PEDIATRIA, A POLICLÍNICA DE SÃO DOMINGOS VOLTA A OFERECER OS SERVIÇOS

A Prefeitura Municipal de Brejo da Madre de Deus, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou alguns atendimentos ambulatoriais na Policlínica do distrito de São Domingos. Agora, além dos serviços já oferecidos, a Policlínica passa a contar com atendimento em Ginecologia, Obstetrícia e Pediatria.


Esses serviços essenciais não eram oferecidos à população do distrito de São Domingos há mais de 6 anos. Os atendimentos de Ginecologia e Obstetrícia eram realizados no Recife, enquanto, na área pediátrica, o distrito apenas marcava o atendimento a ser realizado na sede do Brejo da Madre de Deus, porém o transporte era de responsabilidade do paciente.


“A volta desses serviços para o distrito é um compromisso da gestão Roberto Asfora, pois nosso prefeito tem um compromisso enorme com a Saúde. Vamos fazer de tudo para melhorar essa área tão essencial para o município”, destacou o secretário de saúde, Evandro Silva.


Os serviços começaram a ser oferecidos à população esta semana. O médico ginecologista e obstetra, Dr. Carlos Eduardo, está disponível para atendimento na Policlínica de São Domingos todas as segundas-feiras a partir das 8 horas. Já a médica pediatra, Dra. Francielly, atende às sextas-feiras, no mesmo horário.

Paulo Câmara e João Campos entregam 10 leitos de UTI para atendimento à Covid-19 no Hospital da Pessoa Idosa

Ao todo, serão instalados 80 novos leitos destinados ao tratamento de pacientes com suspeita ou diagnóstico 

confirmado de infecção pelo novo coronavírus


O governador Paulo Câmara entregou, nesta quarta-feira (13.01), ao lado do prefeito do Recife, João Campos, 10 novos leitos de UTI para atendimento a pacientes com Covid-19 no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI), no bairro da Estância. A ativação dessas novas vagas é resultado de uma parceria entre o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife, e fará com que a capital pernambucana passe a contar com 130 leitos para tratamento intensivo. Segundo o governador, a expectativa é que até o final de fevereiro outros 70 novos leitos de UTI sejam instalados no HECPI.


“Enquanto a vacina não chega, temos que dotar nossos equipamentos de saúde com toda a quantidade de leitos possíveis. É importante que as pessoas se cuidem, mas também temos que garantir que, caso precisem do atendimento, vamos ofertar estrutura junto com os municípios. Isso é fundamental para salvar vidas enquanto a vacina não se torna uma realidade. Também é importante frisar que, em Pernambuco, o planejamento já está todo pronto e estamos aguardando o Governo Federal informar o início da vacinação”, afirmou o governador Paulo Câmara.


O prefeito João Campos reforçou a importância do fortalecimento da rede para a doença, da demanda de funcionários e de treinamento para garantir a possibilidade de salvar vidas na cidade. “Foi assim que o Recife fez desde o início e, agora, mais uma vez, a gente faz uma parceria com o Governo do Estado para viabilizar a abertura de 80 leitos de UTI no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa”, disse, destacando que fará um plano para que nos próximos dias os outros 70 leitos sejam ativados.


Toda a estrutura de internamento do hospital que conta com 62 vagas de enfermaria e 10 de UTI, passará a dispor de equipamentos para garantir o suporte voltado para a Covid-19. Outros oito leitos localizados na sala de Recuperação do Bloco Cirúrgico também serão transformados em UTIs, totalizando, assim, 80 novas vagas, que serão ativadas aos poucos, à medida que houver necessidade. Os pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 terão entrada separada dos demais atendimentos.


NOVAS MEDIDAS – O Governo de Pernambuco também anunciou nesta quarta-feira a proibição, em todo o Estado, da utilização de som de qualquer natureza em bares, restaurantes e estabelecimentos similares, incluindo o comércio de praia, a partir da próxima sexta-feira (15.01). O decreto – definido após reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 e com base nos indicadores epidemiológicos – ainda proíbe a utilização de som mecânico, ou mesmo ao vivo, que gere aglomeração. Nesses casos, os equipamentos poderão ser apreendidos pela polícia ou pelos órgãos municipais.


As novas medidas, anunciadas durante a coletiva online do Governo de Pernambuco, têm validade de 30 dias, com o objetivo de diminuir os índices do novo coronavírus, que apresentaram aumento na última semana. O secretário estadual de Saúde, André Longo, explicou que as iniciativas adotadas pelo comitê estão condicionadas ao comportamento da população. “As medidas serão proporcionais às nossas atitudes enquanto sociedade. Se cumpridos à risca, os protocolos sanitários reduzem a possibilidade de contágio e permitem o funcionamento seguro de todas as atividades. Por isso estamos tomando essa medida. Além disso, qualquer tipo de utilização de som que cause aglomeração, seja um paredão mecânico ou uma orquestra, poderá ser alvo de apreensão pelo poder público”, disse Longo.


Embora reconheça o esforço das prefeituras, sobretudo as da Região Metropolitana do Recife, no reforço das fiscalizações das praias, o secretário afirmou que não foi suficiente para evitar o descumprimento das normas sanitárias em diversos pontos de praias e em parques. “Caso as cenas de grandes concentrações se repitam neste final de semana, vamos adotar restrições severas nesses espaços públicos”, disse, reforçando a importância do uso de máscara, do distanciamento físico e da lavagem frequente das mãos como forma de controlar a transmissão da Covid-19.


O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, afirmou que o Procon tomará iniciativas enérgicas no caso de descumprimento das novas medidas. Ele advertiu que o estabelecimento reincidente terá a autorização de funcionamento cassada. “Vamos fechar a inscrição na fazenda estadual e na Junta Comercial desses estabelecimentos que descumprirem as novas regras”, reforçou.

Ricardo Teobaldo destaca recursos e emendas que tem destinado para Taquaritinga do Norte

O deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) esteve visitando recentemente a cidade de Taquaritinga do Norte, onde é apoiado pelo grupo capitaneado pelo prefeito Lero. Na oportunidade, durante entrevista concedida ao radialista Alberes Xavier, o deputado destacou o seu trabalho e emendas destinada a Dália da Serra. 


O deputado ratificou que sempre tem priorizado a destinação de recursos para a área de saúde nos municípios em que atua e com Taquaritinga do Norte não tem sido diferente. "A gente tem colocado recursos desde que Lero assumiu para que ele possa continuar mantendo e prestando os serviços que o município presta a população na questão da saúde”, disse. 


De acordo com o deputado, sua prioridade é garantir a manutenção dos serviços de saúde na Dália da Serra. "A gente coloca logo a emenda impositiva que cabe a mim colocar aqui, na saúde. Então a gente resolve o Hospital, PSFs, medicamentos, e daí a gente vai cuidando de buscar outros recursos para atender demandas da população nas outras áreas”, destacou. 


Ricardo destacou que sua experiência como prefeito contribui para que compreenda melhor as carências e demandas de cada município. Ainda na oportunidade, o mesmo ratificou a destinação de recursos para a aquisição de ambulância, automóveis e dois caminhões compactadores, bem como investimentos em gabinete de odontologia, construção e manutenção de PSFs e construção de passagem molhada e calçamentos.


"Nós trabalhamos muito sintonizados com os vereadores, o vice e o prefeito. Lero já marcou uma reunião com os secretários para a gente sentar e já vê 2021”, disse o deputado, reafirmando o seu compromisso com a cidade e agradecendo ao apoio da população. 


De acordo com o Teobaldo, os investimentos que destinou para Taquaritinga do Norte chegam a casa dos 6 milhões de reais. "O montante de recursos que nós colocamos aqui é entorno de 6 milhões de reais. É muito dinheiro e esses recursos todos melhoraram a vida do povo, tenho certeza disso”, disse. 


Santa Cruz do Capibaribe – Ainda na oportunidade, o deputado destacou que apesar de nos últimos anos ter sido oposição em Santa Cruz do Capibaribe, nunca deixou de destinar recursos para a cidade. "Sempre coloquei dinheiro para Santa Cruz e sempre liberei esses recursos porque não estou colocando para Zé Augusto, para o ex-prefeito Edson Vieira, nem para vereador, estou colocando para a população de Santa Cruz, que votou comigo, que me ajudou a ser deputado federal”, disse.

Relatório da HRW ignora medidas adotadas pelo governo para proteger direitos humanos na pandemia

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) tem trabalhado as políticas de enfrentamento à violência, inclusive durante o período da pandemia de Covid-19, em várias frentes como planejamento, comunicação, saúde, ação social e articulação com outros ministérios.


O Governo Federal elaborou e está executando um Plano de Contingência específico ao longo da pandemia, com foco no incentivo às denúncias de violações contra direitos humanos e no fortalecimento da rede de proteção às mulheres, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência.


Plano de contingência para pessoas vulneráveis


O Plano de Contingência para Pessoas Vulneráveis consiste na resposta do Governo Federal para os riscos à saúde e os desdobramentos socioeconômicos para populações mais vulneráveis diante da pandemia da Covid-19. 


Tem por finalidade unir esforços para agregar iniciativas de diversos órgãos e entidades federais, bem como da sociedade civil e do mercado, destinadas a proteger a vida e assegurar o sustento dos segmentos mais acometidos às consequências negativas deste momento crítico.


O Plano foi construído conjuntamente por diversos ministérios, sob coordenação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com apoio da Casa Civil e Secretaria de Governo (Segov).


Ele está estruturado em três eixos, saúde, proteção social e proteção econômica, nos quais estão elencados um conjunto de metas para os seguintes segmentos: idosos, pessoas em situação de rua, pessoas com deficiência, famílias em localidades urbanas vulneráveis e Povos e Comunidades Tradicionais, prioritariamente, indígenas, quilombolas, ribeirinhos, ciganos e comunidades em unidades de conservação federal.


Orçamento


Para o enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus, o MMFDH contou com um orçamento de R$ 213 milhões em 2020. Desse total, R$ 212,7 milhões foram empenhados, isto é, quase 100% do total.


Os recursos foram destinados para beneficiar pessoas em situações vulneráveis como as comunidades tradicionais e indígenas com cestas de alimentos e garantir o atendimento de idosos que vivem nas Instituições de Longa Permanência (ILPIs).


A transparência desses gastos está demonstrada no site oficial, onde toda a sociedade pode verificar a prestação de contas em tempo real.


Crianças e adolescentes


Durante este período de pandemia o MMFDH priorizou iniciativas voltadas aos profissionais de instituições de acolhimento e assistência a crianças e adolescentes em situação de rua. 


O Governo Federal investiu R$ 125,6 bilhões em ações voltadas para crianças e adolescentes.


Entre as ações estão a transferência de R$ 2,3 bilhões para estados e municípios adquirirem e distribuírem os alimentos da merenda escolar para 40 milhões de crianças e adolescentes da rede pública de ensino.


Foi feito um repasse de R$ 2,5 bilhões para municípios fortalecerem a rede do Sistema de Assistência Social (SUAS), que possui hoje mais de 2 mil unidades de acolhimento e beneficia mais de 34 mil crianças e adolescentes abrigados.


A esse investimento são somados R$ 104,3 milhões destinados ao pagamento do Bolsa Família para mais de 14 milhões de famílias em junho.


Houve, também, a distribuição de 60 mil cestas de alimentos para 30 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, de seis a 18 anos, de 132 municípios, atendidos pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP), programa do Ministério da Defesa.


Mulheres


O combate à violência contra a mulher é a prioridade do MMFDH. Foram elaboradas mais de 20 ações dentro do Plano de Contingência ao longo da pandemia que estão em fase de execução, com foco no incentivo à denúncia e no fortalecimento das redes de proteção.


Dentro do orçamento do Ministério os recursos disponíveis para a Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), cerca de R$ 125 milhões, correspondem a um quinto do total da pasta.


Com o volume de recursos bem maior do que no ano passado, quando foram disponibilizados cerca de R$ 30 milhões, a SNPM pode investir quatro vezes mais em programas, projetos e ações do que em 2019.


Até o momento, o gasto com a pauta das mulheres soma R$ 106 milhões, o que corresponde a 85% da dotação orçamentária. Além do orçamento próprio, o valor leva em conta a captação de recursos por meio de emendas parlamentares individuais, de bancadas, comissão mista e de relatorias.


Para a implementação e manutenção da Casa da Mulher Brasileira (CMB), que faz parte do programa Mulher Segura e Protegida, foram empenhados R$ 76 milhões. O total investido para permitir o atendimento humanizado de mulheres em situação de vulnerabilidade social e o fortalecimento da rede de proteção permitiu ainda a reformulação do projeto, criado em 2013, e a interiorização com a previsão de construção de novas unidades em várias localidades do país.


Para a realização de projetos como o Qualifica Mulher, com foco na capacitação profissional, empreendedorismo e aproximação com mercado de trabalho, já foram aplicados mais de R$ 18 milhões. A iniciativa voltada, prioritariamente, para mulheres com renda mensal de até um salário-mínimo e meio, sem escolaridade ou com até o ensino médio, beneficiará mais de 28 mil mulheres somente na primeira fase. As ações desenvolvidas por meio de parcerias com instituição públicas e privadas para estimular a autonomia financeira continuarão pelos próximos três anos.


Também foi instituído pelo Governo Federal o Comitê Intersetorial que ficará responsável pela elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio (PNEF). De acordo com o decreto assinado pelo presidente da República Jair Bolsonaro, o grupo atuará no âmbito do MMFDH e vai levar em conta ações integradas com ênfase no feminicídio íntimo.


Além disso, foi firmada parceria com o Instituto Avon que criou o Programa Você Não Está Sozinha, um plano de ações coordenadas em parceria com mais 13 instituições da iniciativa privada, sociedade civil e do setor público com para mitigar os impactos do isolamento por meio da prestação de serviços essenciais para a mulheres e meninas em situação de violência. Estão envolvidas nessa iniciativa: Grupo Pão de Açúcar, Uber, Decode, Smarkio, Carelink, Wieden Kennedy, Wunderman Thompson e ZENO, além das organizações sociais Instituto Galo da Manhã, Instituto Cia dos Sonhos, Mapa do Acolhimento e o próprio MMFDH.


Povos e comunidades tradicionais


Foram implementados 80 leitos em hospital de campanha de Boa Vista (RR), o fornecimento de um milhão de equipamentos de prevenção, como máscaras e luvas, para profissionais da saúde indígena, além de 6.300 testes rápidos de COVID-19 distribuídos, emergencialmente, para testar povos indígenas.


Para estados e municípios, um repasse de R$ 1,5 bilhão para custeio de merenda escolar. A medida foi desenvolvida para alcançar 40 milhões de estudantes. Dentre eles, 274,2 mil indígenas, 269,3 mil quilombolas e quase cinco milhões de estudantes do campo, incluindo todos os demais grupos de povos tradicionais. Cerca de 150 mil escolas beneficiadas, das quais mais de 58 mil atendem estudantes de povos e comunidades tradicionais.


Outra medida foi a distribuição de duas cestas básicas, com 8 produtos cada, para cerca de 154,4 mil famílias indígenas e 7,3 mil famílias quilombolas. O investimento total de mais de R$ 40 milhões. Foram elaborados, ainda, materiais gráficos com informações sobre o coronavírus em 274 línguas de 305 etnias.


Também foi feito o pagamento de auxílio emergencial de R$ 600 para 1,8 milhão de famílias de povos e comunidades tradicionais inscritos no programa Bolsa Família. No total, mais de 6,4 milhões de pessoas beneficiadas, num investimento de mais de R$ 3,2 bilhões.


Os recursos foram destinados para beneficiar as comunidades tradicionais e indígenas com cestas de alimentos. 


O trabalho realizado levou em conta o eixo de segurança alimentar e nutricional, com foco nas comunidades tradicionais (quilombolas e indígenas), aportando um montante de pouco mais de R$ 44 milhões, por meio de Termo de Execução Descentralizada firmados com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e com a Fundação Nacional do Índio (Funai). 


Com a iniciativa estão sendo atendidas a 153.204 famílias indígenas e a 69.135 famílias quilombolas com 401.619 cestas de alimentos.


Pessoas idosas


Foram adotadas medidas de reforço às políticas públicas voltadas aos idosos de todo o país. Cerca de R$ 160 milhões também foram destinados, via decreto presidencial, para a compra de alimento e material de higiene para garantir o atendimento de idosos que vivem nas Instituições de Longa Permanência (ILPIs).


Entre as ações, o Ministério lançou uma campanha de combate à violência financeira, resultado da parceria entre o MMFDH, o Banco Central do Brasil (BCB) e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) com o objetivo de informar e conscientizar sobre as tentativas de golpes financeiros.


Além disso, o Governo Federal destinou quase R$ 4 bilhões em apoio às pessoas idosas. Dentro do Plano Nacional de Contingência para Pessoas Vulneráveis a ação incluiu dois eixos - Saúde e Assistência Social - durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).


Pessoas em situação de rua


Repasse de R$ 1,2 bilhão para investimento dos municípios no fortalecimento da rede do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), buscando garantir o atendimento de mais de 101 mil pessoas que vivem em situação de rua.


Também foram desenvolvidas ações de prevenção e suporte à Atenção Primária à Saúde (APS) e aos serviços especializados de cuidado hospitalar e transição de cuidado (após a alta hospitalar).


Canais de denúncias


O MMFDH agiu, desde o início da pandemia, para ampliar e disponibilizar novos serviços de denúncia e amparo as pessoas que se encontram vulneráveis por conta da quarentena.


A primeira ação da Ouvidora Nacional de Direitos Humanos (ONDH) foi disponibilizar o Disque 100 para brasileiros em mais de 50 países estrangeiros. Por meio do canal, eles podem fazer denúncias e obter informações relacionadas à Covid-19.


A Ouvidoria também abriu um canal exclusivo do Disque 100 para violações decorrentes do novo coronavírus. 


Outra preocupação tem sido a violência doméstica durante a pandemia. Para ajudar no enfrentamento desse grave problema, a ONDH lançou plataformas digitais de seus canais de atendimento, ampliando o alcance dos serviços do Disque 100 e do Ligue 180 com o lançamento do aplicativo Direitos Humanos Brasil e de um portal exclusivo. O aplicativo está disponível para dispositivos com sistemas operacionais Android e iOS.


Além disso, no site e no aplicativo, foi disponibilizada a ferramenta de chat para possibilitar a denúncia de maneira silenciosa, uma vez que, em época de distanciamento social e confinamento, o agressor está ao lado da vítima 24h por dia.


O serviço também foi disponibilizado para envio de denúncias pelo WhatsApp para acolhimento de denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher, somando-se assim aos já tradicionais canais de atendimento.


Para receber atendimento ou realizar denúncias por esta nova via, o cidadão deve enviar mensagem para o número (61) 99656-5008. Após resposta automática, ele será atendido por uma pessoa da equipe da central única dos serviços. A denúncia recebida será analisada e encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos.


O atendimento também está disponível pelo Telegram, vítimas de violência contra a mulher podem pedir ajuda, de qualquer lugar, pelo aplicativo de celular. Para utilizar o canal, basta apenas acessar o aplicativo e digitar na busca “Direitoshumanosbrasilbot”. A indicação “bot” é uma regra do Telegram para a criação de contas de serviço.


Em parceria com o Pátria Voluntária, o Ministério ampliou o Disque 100 para atender e confortar idosos durante o período da pandemia. Depois, pensando nas pessoas com deficiência, o aplicativo Direitos Humanos Brasil passou a oferecer atendimento na Língua Brasileira de Sinais (Libras).


O Disque 100 e o Ligue 180 são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, recebendo mais de 11 mil ligações diárias. Dessas, aproximadamente mil são denúncias de violações de direitos humanos.


Os canais funcionam como "pronto-socorro” dos direitos humanos, pois atendem também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes e possibilitando o flagrante.

Gravatá terá projeto de urbanização através de iniciativa entre a Prefeitura e a construção civil

A Prefeitura une forças com a iniciativa privada para tornar os acessos aos condomínios mais seguros e atraentes


O prefeito de Gravatá, padre Joselito Gomes, e o secretário municipal de Turismo, Júnior Darita, receberam, no gabinete da secretaria, no Centro, um grupo de construtores civis e representantes de condomínios para tratar sobre melhorias nos acessos aos conjuntos.


O grupo sugeriu uma Parceria Público Privada (PPP) entre os condomínios e a prefeitura para a realização de obras de pavimentação e melhoria na iluminação pública, o que vai trazer mais segurança e beleza aos acessos. 


A parceria vai trazer benefícios para os moradores dos condomínios e arredores, além de reforçar a tradição de cidade turística de Gravatá. O secretário municipal de infraestrutura, mobilidade e controle urbano, Ricardo Malta, também participou da reunião e será o responsável direto em participar do planejamento e acompanhar o andamento do projeto.


O membro do grupo de representantes dos condomínios, Laedson Bezerra, explica que “a parceria é uma medida fundamental para a segurança de todos, por conta da melhoria na iluminação, pela qualidade da pavimentação, para a chegada das pessoas às suas casas em Gravatá. Se hoje, no verão, os moradores não estão conseguindo acessar os condomínios de forma segura, imagina no inverno”.


Para o secretário de turismo de Gravatá, Júnior Darita, “com a parceria público privada, os condomínios fazem os calçamentos da pavimentação daquela área e serão descontados os impostos devidos. Isso é uma parceria muito interessante e as contrapartidas que nós pedimos é que sejam incluídas obras sociais, como por exemplo a extensão dessas pavimentações para as áreas mais carentes, e pedimos para que quando façam as obras daqui valorizem a grife Gravatá, então coloquem árvores, plantas, flores, façam carramanchões, alamedas, porque nós precisamos valorizar a nossa cidade e mostrar que Gravatá é realmente a cidade que merece receber os turistas aqui”.


O prefeito padre Joselito reforça que a atual gestão recebe de braços abertos as iniciativas que visam melhorar a cidade. “A nossa gestão pública estará sempre aberta para acolher as iniciativas que venham, dentro da legalidade, possibilitar a Gravatá, e de modo especial a sua população, uma qualidade de vida melhor, desde uma oportunidade de trabalho até ambientes humanizados que precisamos ter aqui na cidade em todos os setores. A população tem o direito de encontrar serviços bons e de qualidade e tem principalmente o direito de transitar em qualquer setor do município com segurança, tranquilidade e em ambientes humanizados”.


Os próximos encontros entre a prefeitura e o grupo de construtores civis serão para cuidar da viabilização e ajustes necessários do projeto.

Em Pernambuco, Arthur Lira visita governador, prefeito e deputados e garante independência e altivez da Câmara dos Deputados

Candidato a presidente da Casa está percorrendo os estados para visitar as bancadas e ampliar apoios à sua postulação. Eleição está marcada para o dia 1º de fevereiro


Candidato a presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) cumpriu agenda em Pernambuco, nesta quarta-feira (13), buscando ampliar o leque de apoios à sua postulação ao comando da Casa. O parlamentar visitou pela manhã com o governador Paulo Câmara (PSB) e o prefeito do Recife, João Campos (PSB), no Palácio do Campo das Princesas, e à tarde reuniu parte da bancada federal pernambucana em um almoço. O progressista destacou que, se eleito, sua gestão será democrática, vai ouvir todos os deputados e a Casa vai ter altivez e independência para pautar e votar temas de interesse da população brasileira. A eleição do novo presidente está marcada para o dia 1º de fevereiro.


“Estamos indo aos Estados para ouvir os deputados, conversar sobre os temas do Brasil, falar sobre o que vai acontecer administrativamente na nova gestão da Câmara dos Deputados e dar voz a todos os deputados. Nessas visitas, também estamos ouvindo dos governadores e prefeitos de capitais quais são as perspectivas e os gargalos, onde a Câmara dos Deputados e a presidência, com o respaldo dos deputados e seus líderes, podem influir para que os problemas do Brasil, em 2021, como o crescimento da nossa economia, o desenvolvimento das pautas sociais e as questões das reformas possam andar com tranquilidade e segurança no plenário da Casa”, afirmou Arthur Lira, em entrevista no Palácio do Campo das Princesas.


Arthur Lira garantiu que sua gestão à frente da presidência da Câmara será pautada pela transparência, por previsibilidade e independência. “Nem a Câmara tem dono, nem muito menos eu. Nós vamos votar o que for necessário e for importante para o País, apoiado por deputados e por partidos que acreditam nessa nova dinâmica de conduzir a Câmara dos Deputados”, sublinhou o candidato a presidente da Casa. O parlamentar enfatizou que a Câmara dos Deputados necessita resgatar o protagonismo, dando voz e vez aos demais deputados da Casa. “Os deputados precisam ter voz porque a população de cada estado elege os parlamentares para que represente o seu povo e as causas estruturantes de seus estados”, completou.


Para o deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE), Arthur Lira reúne as melhores condições para proporcionar aos parlamentares exercerem seus mandatos na plenitude. “Vejo hoje Arthur Lira como o melhor candidato para presidir a Câmara, para fazer com que os deputados possam exercer os seus mandatos na plenitude, dando respostas à população. Eu não tenho dúvida de que pelo caminho que Arthur está percorrendo ele será o presidente da Câmara dos deputados para uma nova fase, um novo momento. Para respeitar a proporcionalidade, pra ter atenção e ter uma Câmara efetivamente para todos”, afirmou o pernambucano.


Integraram a comitiva de Arthur Lira durante visita a Pernambuco os deputados federais Felipe Carreras (PSB-PE), Fernando Monteiro (PP-PE), Eduardo da Fonte (PP-PE), Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), André de Paula (PSD-PE), Sebastião Oliveira (Avante-PE), Tadeu Alencar (PSB-PE), Augusto Coutinho (Solidariedade-PE), Wolney Queiroz (PDT-PE), Bispo Ossesio (Republicanos-PE), André Ferreira (PSC-PE), Ricardo Teobaldo (Podemos-PE), Celina Leão (PP-DF), Celso Sabino (PSDB-PA), Luiz Miranda (DEM-DF), Artur Maia (DEM-BA), Dr. Luiz Antônio Teixeira (PP-RJ), Gustinho Ribeiro (Solidariedade-SE), Hiran Gonçalves (PP-RR), Jhonathan de Jesus (Republicanos-RR), Marcelo Ramos (PL-AM), Luiz Tibé (Avante-MG), André Fufuca (PP-MA) e Margarete Coelho (PP-PI); e os deputados estaduais Eriberto Medeiros (PP) - presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco -, Clovis Paiva (PP) e Henrique Queiroz Filho (PL).

PREFEITURA DISPONIBILIZARÁ TRANSPORTE PÚBLICO PARA ALUNOS QUE FARÃO O ENEM

Através da Secretária de Educação, a Prefeitura Municipal de Brejo da Madre de Deus disponibilizará transporte público para os alunos que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).


O Enem é um dos maiores exames aplicados no país e serve como porta de entrada para milhares de estudantes entrarem na faculdade. Devido à pandemia do novo coronavírus, a prova foi adiada para os dias 17 e 24 de janeiro deste ano. Já o Enem digital acontecerá em seguida, nos próximos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.


_“Existem vários alunos na zona rural que têm dificuldade de locomoção para realizar o exame, mas educação é um compromisso sério da gestão do prefeito Roberto Asfora”, disse Roberto Aguiar, secretário de Educação._


O cadastro para transporte escolar dos alunos que realizarão o ENEM deverá ser feito entre os dias 13 a 15/01/2021. Link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeZLu1ZufPFNqNeOjcPMhICQjaFyn-7M1jMZB6o2mmQdsz3qg/viewform. Para quem não possui acesso à internet, o formulário de cadastro estará disponível na Secretaria de Educação.

Paulo Câmara reforça sistema prisional com entrega de novos veículos

Ampliação da frota melhora as condições de segurança e de trabalho dos policiais penais e dos próprios reeducandos


O governador Paulo Câmara realizou, nesta quarta-feira (13.01), a entrega de 18 veículos que reforçarão a frota do Sistema Prisional de Pernambuco, que serão utilizados no transporte de reeducandos para apresentações em audiências e transferências entre estabelecimentos penais. Os automóveis, 16 vans e dois ônibus tipo xadrez, foram doados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJ), por meio do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), e serão destinados às unidades prisionais da Região Metropolitana e interior.


Paulo Câmara destacou que a aquisição dos novos veículos representa mais segurança para o sistema prisional, evitando, inclusive, o resgate de presos durante as escoltas. “Vai dar condições de ação e garantia do bom funcionamento do sistema, graças a essa parceria que foi feita com o Ministério da Justiça, e que hoje nos possibilita estar entregando os veículos à sociedade pernambucana”, disse o governador.


De acordo com o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, a iniciativa possibilitará uma economia financeira anual ao Estado de quase 50% nos contratos de veículos locados, o que representa cerca de R$ 720 mil. “A ação melhora a condição de trabalho dos nossos policiais penais, que terão veículos com mais segurança e conforto para suas atividades, e também para a comunidade que está privada de liberdade”, pontuou o secretário.

Escala médica do Hospital Geral Severino Pereira da Silva

A Prefeitura de Taquaritinga do Norte através da Secretaria Municipal de Saúde e da FUNDATA divulga a escala médica do Hospital Geral Severino Pereira da Silva- FUNDATA.


- Quarta-feira

Dra.Dayse (Clínica Geral) 

Dr. Marcos Rodrigues (Clínico Geral) 

- Quinta-feira

Dr.Heitor Cabral (Clínico Geral) 

Dr Marco Aurélio (Clínico Geral) 

Dr Ricardo Donato (Cirurgião) 

- Sexta feira

Dra. Laura (Clínica Geral)

Dr. Eduardo (Clínico Geral) 

- Sábado 

Dr. Heron (Clínico Geral) 

Dr. Henrique (Clínico Geral) 

- Domingo 

Dr. Caique Barros (Clínico Geral) 

Dr. Leosandro (Clínico Geral) 

- Segunda-feira 

Dr. Thiago (Clínico Geral) 

Dra. Amanda (Clínica Geral) 

- Terça-feira

Dr.Geovani (Clínico Geral) 

Dr.Tiago Moura (Clínico Geral) 

Dr. Roberom (Clínico Geral) 


Raio X - Todos os dias 


ALA COVID - continua funcionando composta por 14 leitos, equipados com respiradores para atender pacientes graves e casos que apresentem sintomas moderados da doença.

Romero Leal diz que disputará Presidência do Coniape e critica ‘Fake News’ propagado pela oposição

O radialista Alberes Xavier conversou no programa Cidade em Foco e para o Blog do Alberes Xavier, com o prefeito reeleito Romero Leal (PSDB) que venceu às eleições em 2020, e vai administrar Vertentes pela 4ª vez, onde ele avaliou sua reeleição, exaltou sua equipe operacional da prefeitura e repudiou as Fake News da oposição no município. 


“É motivo de muita alegria saber que irei administrar minha cidade pela 4ª vez, isso é resultado do reconhecimento do nosso compromisso com os Vertentenses. Nossa equipe recebe as demandas e opera aquilo que faz jus ao que a cidade merece”, comentou o prefeito. 


Romero Leal criticou às Fake News propagadas pela oposição e pediu mais respeito com as pessoas. “Existiu muita canalhice de quem não respeita os moradores. Criaram boatos em redes sociais dizendo que minha candidatura seria impugnada, que meus votos não seriam computados, mesmo sem haver crime algum contra minha pessoa. Os moradores não tem mais o direito de escolher porque esses invadem a privacidade da população e passa a jogar esta sujeira programada”, desabafou. 


O prefeito ainda reforçou que será candidato a presidente do Coniape (Consórcio Público Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras), e falou também que será chapa única. 


“Fui bem recebido pelos prefeitos que foram reeleitos e os novos gestores, e vamos buscar a presidência do Coniape. Nossa meta é em conjunto com os prefeitos realizar um grande trabalho à frente desse tão importante consórcio público que tem ajudado muitos municípios a desafogar suas despesas”, encerrou Romero Leal.