Mulher com sintomas de Covid-19 é socorrida no Recife

Por G1 - PE


Uma mulher foi socorrida pelo Atendimento Móvel de Urgência Metropolitano do Recife (Samu 192), ontem, com sintomas semelhantes aos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde (Sesau) da capital, a remoção foi feita no bairro do Vasco da Gama, na Zona Norte da cidade.


Imagens enviadas ao WhatsApp da TV Globo mostram a mulher sendo carregada por dois funcionários do Samu, em um cobertor. Os socorristas vestiam roupas anticontaminação, para evitar o contato, como estabelecido pelo protocolo de contenção da pandemia.


De acordo com a Secretaria, a mulher desmaiou e apresentava sintomas de cianose, que é a falta de oxigenação no sangue. Ela também tinha tosse, febre e falta de ar, aspectos necessários para o enquadramento da paciente como caso suspeito para Covid-19.


O local, segundo a prefeitura, era de difícil acesso e, por causa disso, a mulher precisou ser removida carregada, em cima de um cobertor. Uma ambulância equipada com os equipamentos de proteção individual, conforme protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde, foi enviada ao local.


A paciente foi encaminhada a uma policlínica da capital e, posteriormente, transferida para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Centro da cidade. A unidade é referência para o tratamento de doenças infectocontagiosas, incluindo os casos envolvendo o novo coronavírus.


As pessoas que tiveram contato com a mulher estão sendo monitoradas pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.


A Secretaria informou, por fim, que as pessoas devem seguir as recomendações para evitar o contágio, como ficar em casa, guardando o isolamento social, e adotem medidas de prevenção, como lavagem das mãos.

Em sessão histórica, Senado aprova calamidade pública

Agência Senado


Por unanimidade, o Senado Federal aprovou, hoje, em votação remota, o projeto de decreto legislativo que reconhece que o país está em estado de calamidade pública em razão da pandemia do coronavírus. Foi a primeira vez na história dos 196 anos da Casa que os parlamentares votaram sem estarem no Plenário. A medida foi tomada como uma precaução dos senadores, engajados em evitar a propagação da covid-19. A sessão de votação começou às 11h e durou cerca de duas horas até a proclamação do resultado. O texto aprovado com 75 votos, o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 88/20, foi promulgado imediatamente e precisa ser publicado para começar a valer.


O decreto de calamidade pública, aprovado pela Câmara dos Deputados na última quarta-feira, vai permitir que o governo federal gaste mais do que o previsto e desobedeça às metas fiscais para custear ações de combate à pandemia. Assim, o rombo nas contas públicas poderá ser superior a R$ 124,1 bilhões, meta fiscal para o governo central definida no Orçamento para este ano.


Também será a primeira vez que o Brasil entrará em estado de calamidade desde que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) está em vigor. A mensagem presidencial sobre o estado de calamidade pública (MSG 93/2020) foi encaminhada ao Congresso na manhã da quarta-feira (18). A LRF (Lei Complementar 101, de 2000) prevê que, decretado o estado de calamidade, ficam suspensos os prazos para ajuste das despesas de pessoal e dos limites do endividamento para cumprimento das metas fiscais e para adoção dos limites de empenho (contingenciamento) das despesas.


Segundo o governo, o reconhecimento do estado de calamidade pública, previsto para durar até 31 de dezembro, é necessário “em virtude do monitoramento permanente da pandemia covid-19, da necessidade de elevação dos gastos públicos para proteger a saúde e os empregos dos brasileiros e da perspectiva de queda de arrecadação”.


Além de permitir o aumento do gasto público, o texto aprovado cria uma comissão mista composta por seis deputados e seis senadores, com igual número de suplentes, para acompanhar os gastos e as medidas tomadas pelo governo federal no enfrentamento do problema.


A comissão poderá trabalhar por meio virtual, mas terá reuniões mensais com técnicos do Ministério da Economia e uma audiência bimestral com o ministro da pasta, Paulo Guedes, para avaliar a situação fiscal e a execução orçamentária e financeira das medidas emergenciais relacionadas à covid-19.


O relator do decreto, o senador Weverton (PDT-MA), recomendou a aprovação do texto como veio da Câmara dos Deputados.


“As restrições apresentadas pela Câmara, quanto à necessidade de controle e acompanhamento do que vai ser feito, são válidas para que o Executivo tenha sempre em mente a necessidade de acolher o povo brasileiro, mas sem se distanciar dos fundamentos fiscais que foram, são e continuarão sendo essenciais”, defendeu.


Virtual


O senador Jarbas Vasconcelos também participou desta primeira sessão virtual do Senado Federal, medida inédita entre os Parlamentos do mundo. "O País não pode parar e nós temos obrigação nesses tempos de combate à pandemia do coronavírus de viabilizar todas as medidas que possam ajudar nessa luta. A votação virtual foi algo inédito para todos nós e se mostrou bastante eficaz", afirmou Jarbas Vasconcelos.

Governo anuncia primeiro caso de cura clínica de paciente da Covid-19 em PE

Mulher de 66 anos que contraiu vírus na Europa está em condições de alta. Outros nove pacientes permanecem internados, todos estáveis

 

A mulher de 66 anos, que ao lado do marido foi a primeira diagnosticada com a Covid-19 em Pernambuco, teve cura clínica constatada nesta sexta-feira. Ela estava internada no Hospital Português. Seu esposo, de 71 anos, e outros oito pacientes da doença, permanecem internados, todos estáveis. Os demais casos confirmados estão em isolamento domiciliar. Nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da Covid-19 em Pernambuco subiu de 28 para 31. Dois deles são residentes no Recife e um em Jaboatão dos Guararapes.


Com o objetivo de reduzir ao máximo o avanço do novo coronavírus, o governador Paulo Câmara anunciou, na manhã desta sexta-feira (20.03), novas medidas restritivas. Por meio de decreto, o Governo determina, a partir do próximo domingo (22), o fechamento do comércio e dos serviços em todo o Estado, além da paralisação das obras da construção civil. O transporte intermunicipal também será proibido, mas nesse caso, só a partir da próxima segunda-feira.


Paulo Câmara ressaltou ainda que não estão incluídos na lista do novo decreto serviços relacionados à alimentação, como supermercados, padarias, mercadinhos, casas de ração animal, farmácias e depósitos de água mineral e gás, além de obras de serviços essenciais (como hospitais e abastecimento de água, gás, energia e internet). Obras contratadas pelo serviço público de todos os entes federativos também estão mantidas.


O governador encaminhou nesta sexta à Assembleia Legislativa três expedientes: o primeiro institui o fundo estadual para recebimento de doações para enfrentar a epidemia de coronavírus; outro informa a adoção de rito sumário para aquisição de equipamentos, insumos, prestação de serviços e contratação de profissionais de saúde; e, por fim, a decretação de estado de calamidade pública no Estado.


Sobre as requisições administrativas de imóveis e produtos, o Governo do Estado esclarece que todas as ações estão sendo acompanhadas pela Secretaria da Fazenda, e que os pagamentos referentes a essas requisições serão prioridade.


Outro ponto importante é que, neste mês de março, Pernambuco está pagando o segundo grupo do 13º do Bolsa Família. Serão 395.930 famílias que receberão até R$ 150 a mais em suas contas. Em fevereiro, o primeiro grupo de 381.789 beneficiados já recebeu a parcela extra. Em abril, o terceiro grupo, com 380.000 pessoas, será beneficiado. Uma medida importante, que não poderia chegar em melhor hora para as famílias mais carentes do Estado.

DEVIDO AS FORTES CHUVAS,PREFEITURA DO BREJO DA MADRE DE DEUS INTENCIFICA TRABALHO JUNTO A DEFESA CIVIL

Durante essa semana equipes da Prefeitura do Brejo da Madre de Deus, a pedido do Prefeito Hilário Paulo, realizaram ações junto a defesa civil local e do estado afim de trazer mais segurança aos munícipes que moram em áreas de risco.


O prefeito recebeu em seu gabinete coordenadores da Defesa Civil do estado, um planejamento foi traçado, onde em seguida a equipe estadual junto com a local fez vistorias, mapeando locais de riscos e orientando as famílias que moram nesses locais, retirando algumas que residem em área que já é considerada crítica. Também foram feitas visitas a mananciais, buscando evitar rompimento como o que aconteceu no Sítio Caldeirão, os locais considerados de risco serão monitorados diariamente através da Defesa Civil do município e repostados a Defesa Civil do Estado.

Eduardo da Fonte pede que Itamaraty tome medidas para repatriar brasileiros em Portugal

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) entrou em contato com o Ministério das Relações Exteriores e solicitou urgência na repatriação dos brasileiros que estão em Portugal e tiveram os voos cancelados por causa do Coronavírus. Com a pandemia, o governo português determinou a suspensão de viagens internacionais. 


Uma lista enviada ao deputado registra o nome de mais de 400 pessoas. Pelo menos 170 têm Recife como destino. Em resposta ao contato do deputado, o Itamaraty afirmou que está tomando as medidas necessárias para ajudar os brasileiros.


“Temos que respeitar as medidas do governo português, mas não podemos deixar brasileiros no exterior sem assistência. O grupo disse que procurou a embaixada em Lisboa e não conseguiu nenhuma solução. São pessoas, muitos idosos, que precisam que as autoridades brasileiras sejam ágeis para resolver o problema. E nós vamos acompanhar esse caso até que todos estejam em casa.”, declarou Eduardo da Fonte.

Governo de Pernambuco inicia traslado de passageiros e tripulantes do Silver Shadow

Saída do primeiro comboio, com 25 passageiros, tem início às 15h45 e será coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional, da Secretaria de Defesa Social do Estado. Ocupantes do navio de bandeira bahamenha, atracado no Porto do Recife, irão diretamente para o Aeroporto Internacional do Recife, onde embarcarão em aviões com destino aos seus países de origem. Estão envolvidos 120 profissionais de diversos órgãos federais, estaduais e municipais.

 

O Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) da Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco (SDS-PE) inicia, nesta sexta-feira (20/03), a operação de traslado de tripulantes e passageiros do navio Silver Shadow, de bandeira das Bahamas, que se encontra em quarentena no Porto do Recife desde o último dia 12 de março. Ao todo, 205 ocupantes do cruzeiro serão transportados diretamente para o Aeroporto Internacional do Recife, após negociações com as embaixadas e consulados de seus respectivos países. As demais 400 pessoas sairão nos próximos dias. Nenhum deles apresenta qualquer sintoma de doença infectocontagiosa. Há 120 profissionais de órgãos federais, estaduais e municipais, além da administradora do terminal aéreo e da empresa responsável pela embarcação, a Silversea Cruises.


Estão programados dois horários de saída do Porto do Recife: um às 15h45 (com 25 pessoas) e outro às 20h (com 180 pessoas). Ao todo, estão mobilizados cinco ônibus e três caminhões de carga. O primeiro contingente a deixar o navio em uma operação que terá três etapas. A primeira fase se dará ainda no Porto do Recife, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizará avaliação clínica dos ocupantes. Também acontecerá no navio todo o trâmite de imigração, para que o posterior embarque na aeronave tome o menor tempo possível. "Essa operação foi planejada para que haja praticamente uma ligação direta entre a porta do navio e a da aeronave, garantindo o menor contato possível entre os envolvidos e seguindo todas as regras de segurança sanitária. Todas as áreas por onde passam são exclusivas, esterilizadas antes e depois de cada procedimento”, ressalta o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antônio de Pádua.


Na segunda parte da intervenção, esse primeiro grupo de 25 pessoas entrará no ônibus que os encaminhará ao aeroporto. O veículo estará devidamente higienizado, e o motorista contará com todo o equipamento de proteção individual. As bagagens, por sua vez, serão levadas em caminhão de carga, também seguindo todo o protocolo de desinfecção determinado pelas autoridades sanitárias. Durante todo o percurso, já simulado anteriormente, os veículos terão escolta e batedores para liberar o caminho, que deverá durar entre 12 e 15 minutos.


Por fim, a terceira e última etapa da operação diz respeito ao embarque no Aeroporto Internacional do Recife. Os ônibus e caminhões vão entrar diretamente na pista para seguir em direção à aeronave, posicionada de forma estratégica. Trata-se de um táxi aéreo, fretado pela empresa de cruzeiros proprietária do Silver Shadow em parceria com embaixadas e consulados dos países de origem dos passageiros e tripulantes do navio. Essas primeiras 25 pessoas embarcam com destino a Santiago, capital do Chile. Parte dessas pessoas viajará, de lá, para a Austrália e a Nova Zelândia.


Às 20h, inicia-se o deslocamento do segundo comboio, com repetição das três etapas da operação, desta vez com 180 ocupantes da embarcação, entre britânicos e cidadãos de outras nacionalidades. O voo tem como destino o Reino Unido e Europa, que adoraram as providencias, por meio de suas embaixadas, junto à empresa de cruzeiros e autoridades brasileiras.


Estão envolvidos nesse trabalho 120 profissionais da SDS-PE (Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e profissionais de Inteligência); Agência Nacional de Aviação Civil (Anac); Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); Marinha do Brasil; Polícia Federal; Porto do Recife; Casa Militar do Governo de Pernambuco; Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Recife (Samu); Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU); empresa Aena, administradora do Aeroporto Internacional do Recife; e a Silversea Cruises, empresa proprietária do navio.


Os outros 400 tripulantes e passageiros permanecem em quarentena dentro do navio, no Porto do Recife, aguardando a conclusão das negociações entre embaixadas, consulados e a Silversea Cruises. No total, as 605 pessoas que estão no Silver Shadow desde a semana passada são de 18 nacionalidades.

Escola Internacional realiza vídeoaulas e exercícios on-line durante período de confinamento

Única escola bilíngue com nativos da região, a Escola Internacional de Carpina inova mais uma vez e os alunos terão atividades para fazer em casa durante período de confinamento por causa do Coronavírus.


Além das aulas, exercícios on-line, os alunos terão Flipped classrooms (Tradução livre: Aulas invertidas). “O tema da escola deste ano é Família nosso 1º lugar, nunca imaginaríamos que de fato a casa se transformaria literalmente uma extensão da escola”, disse a Teacher Michelle, coordenadora. Completou, “a experiência está dando muito certo, rodas de debates on-line estão acontecendo e estamos recebendo fotos dos alunos fazendo as atividades em casa”, finalizou.


“Mais uma vez a International School of Carpina sai na frente e priorizando o ensino dos nosso alunos”, destacou o diretor e pastor Telêmaco Moraes. 


A Escola seguiu à risca desde o primeiro momento as decisões das autoridades para suspender as aulas e sugere aos pais que se mantenham em casa.

Governo deve anunciar mais medidas para minimizar impactos do coronavírus, diz FBC

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou nesta sexta-feira (20) que novas medidas devem ser anunciadas pelo governo para minimizar o impacto da pandemia do novo coronavírus na economia brasileira. Durante a sessão remota realizada pelo Senado para a votação do projeto de decreto legislativo que reconhece o estado de calamidade pública no País, o líder lembrou as medidas já adotadas, como a antecipação do pagamento do abono salarial e do 13º salário dos aposentados do INSS, a ampliação do Bolsa Família para incluir 1 milhão de pessoas que hoje não recebem o benefício e o socorro aos microempreendedores individuais, pequenas e médias empresas.


Segundo ele, as iniciativas mostram a preocupação do governo com os idosos e a parcela mais pobre da população, assegurando renda para as famílias neste momento de grande apreensão.


“Esse conjunto de medidas significa uma injeção de mais de R$ 147 bilhões na nossa economia – um volume expressivo de recursos para reduzir o impacto da pandemia do coronavírus em nosso País, que ainda se recupera da pior crise da sua história. Novas medidas serão anunciadas. Não faltarão disposição ou coragem para o Governo Federal para minimizar os efeitos dessa grave ameaça”, afirmou.


O senador Fernando Bezerra Coelho também chamou a atenção para a grave situação que o País atravessa. “A gravidade do momento exige união e solidariedade de todos os brasileiros. Todos devem fazer a sua parte. O Congresso Nacional está fazendo a sua parte ao aprovar, com a máxima celeridade, este decreto de calamidade.”


SESSÃO HISTÓRICA – Foi a primeira sessão remota em 196 anos do Senado Federal. O projeto de decreto legislativo que reconhece o estado de calamidade pública e permite ao Governo Federal elevar os gastos para o enfrentamento da pandemia foi aprovado por todos os 75 senadores que participaram da sessão.