Tratamento com homeopatia: cientistas questionam cobertura do SUS

Globo - Por Ana Letícia Leão


Quase 40 anos após ser reconhecida como prática médica no Brasil, a cobertura da homeopatia no Sistema Único de Saúde (SUS) está sendo questionada por um grupo de cientistas brasileiros.


O movimento, adepto a tendências internacionais ocorridas no Reino Unido e na Austrália, chegou ao Brasil no mês passado, após o lançamento de uma campanha do Instituto Questão de Ciência (IQC). A Associação Médica Homeopática Brasileira critica o movimento.


O grupo já fez uma representação na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e no Conselho Federal de Medicina (CFM) questionando a validade científica da homeopatia, e pedindo que a prática seja retirada do rol de atendimentos públicos no país.


— Estamos exigindo que eles acolham as evidências científicas de que a homeopatia não funciona. É dinheiro dos contribuintes que não está sendo usado da forma mais racional, porque as soluções homeopáticas são preparadas com diluições que não têm uma única molécula da substância original — critica Natália Pasternak, bióloga e presidente do IQC.


Fundado em 2018, o IQC é uma organização sem fins lucrativos, formado médicos, físicos, biólogos e químicos. A entidade se autodenomina o “primeiro instituto no país voltado para a defesa do uso de evidência científica nas políticas públicas”. Natália é pesquisadora do Instituto de Ciências Biomédicas da USP e fundadora da iniciativa "Cientistas Explicam", que oferece palestras para universidades e institutos de pesquisa. Ela tem PhD com pós-doutorado em Microbiologia, na área de Genética Molecular de Bactérias, pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP.


O princípio da ultra diluição da homeopatia deu origem ao nome da campanha, 10²³, em referência ao número de Avogadro, uma constante química que representa a maior diluição possível de um composto no qual ainda possa restar uma molécula da solução original.


— As soluções da homeopatia são preparadas em diluições muito maiores do que 10²³. Quando se faz uma análise química desses remédios, só tem água e açúcar. — A homeopatia é perigosa porque direciona o paciente a se tratar com uma técnica que não vai curá-lo, e que talvez alivie os sintomas por uma questão de efeito placebo — defende Natália.


O movimento brasileiro para banir a homeopatia do SUS é inspirado no que ocorreu internacionalmente. O Reino Unido, por exemplo, retirou totalmente a prática do National Health Service (NHS) - sistema público de saúde britânico - no ano passado. De acordo com Michael Marshall, diretor de projetos da Good Thing Society, ONG responsável pela briga contra a homeopatia no Reino Unido, o fim da prática foi impulsionado com a revelação de que os britânicos usaram, em 2014, 5 milhões de libras com a homeopatia.


— Não banimos a homeopatia, as pessoas são bem-vindas para usarem o seu dinheiro. Mas, agora, as pessoas que querem usar a homeopatia o fazem pelo sistema particular. E cada taxa paga pelo consumidor não é usada para isso.


No mesmo ritmo do Reino Unido, a Austrália também travou uma discussão contra terapias complementares. Em 2012, um grupo de cientistas iniciou uma campanha direcionada às universidades e aos seguros privados de saúde, uma vez que eles recebem taxas diretas dos contribuintes. A ideia, segundo Loretta Marron, física e uma das representantes da Friends of Sciense in Medicine, era pedir que os diretores das escolas revisassem a formação dos futuros médicos com "pseudo-ciência". No mesmo ano, o National Health and Medical Research Council (Conselho Nacional de Saúde e Pesquisa Médica australiano) anunciou que revisaria 17 terapias naturais.


— Mas foi em abril de 2019 que as 17 terapias naturais analisadas (incluindo a homeopatia) deixaram de ser subsidiadas pelos descontos do seguro privado de saúde. Além disso, a Sociedade Farmacêutica da Austrália não apoia a venda de produtos homeopáticos em farmácias — explica.


Revisão técnica


No Brasil, a homeopatia no SUS está inserida na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), que tem o recurso vinculado ao Piso da Atenção Básica de cada município.


Segundo o Ministério da Saúde, em 2018 foram destinados R$ 17,6 bilhões para a Atenção Básica de todo o país (13,5% do orçamento total do SUS, de R$ 130,4 bilhões), valor que é gerenciado individualmente por cada estado ou município considerando as necessidades de atendimento local. Ainda de acordo com o ministério, as terapias integrativas do SUS estão passando por revisão técnica. "A pasta irá manter na lista dos serviços ofertados as práticas que obtiverem evidências científicas sólidas de efetividade para a prevenção de doenças."


Após a carta de representação, a Anvisa afirmou ao IQC que não é sua atribuição "a inclusão ou exclusão de terapias ou procedimentos, nem mesmo dos medicamentos a serem fornecidos pelo SUS". À reportagem, o Conselho Federal de Medicina informou que o documento enviado pelo IQC foi encaminhado para análise técnica. 


Gasto irrisório


Um estudo realizado pelo Observatório Nacional de Saberes e Práticas Integrativas da Fiocruz em Pernambuco mapeou de forma mais detalhada os blocos de financiamento do SUS em 2017. Segundo os dados, dos R$ 120,36 bilhões repassados a todo o sistema de saúde naquele ano, R$ 33 bilhões foram usados para pagamento de procedimentos ambulatoriais e hospitalares, enquanto R$ 2,6 milhões foram gastos com práticas integrativas pelos municípios – o que corresponde a 0,008% do total dos procedimentos hospitalares.


— O gasto é irrisório, tendo em vista que no Brasil não há investimento indutor em práticas integrativas. Não tem recurso específico para essas práticas, muito menos para a homeopatia — critica Islândia Carvalho, responsável pelo estudo da Fiocruz.  


Atualmente, há 2.900 médicos homeopatas no Brasil, responsáveis pelo atendimento de 50 milhões de pessoas - 1/4 da população, de acordo com a Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB). Para o homeopata e presidente da AMHB, Luiz Darcy Siqueira, o movimento antihomeopatia é uma resposta ao crescimento da prática no país.


— As pessoas estão diminuindo o uso de medicamentos e, logicamente, isso afeta a big farma. Não existe esse movimento na Índia, por exemplo, onde a medicina convencional é muito cara e nem todo mundo tem acesso.


O médico defende que, desde 1796, quando o alemão Samuel Hahnemann fez os primeiros experimentos sobre homeopatia, há ensaios que comprovam sua eficácia. Um deles seria, segundo Siqueira, um estudo realizado sobre estrogênio potencializado no tratamento homeopático da dor pélvica em mulheres com endometriose, publicado na Revista de Homeopatia, em 2017.


— Eles (os grupos antihomeopatia) falam que é só diluição. Não é apenas. Existe diluição e agitação das moléculas, que em contato com a água tem uma reação especial com hidrogênio e oxigênio. O remédio carrega a memória dessa substância e, quando passamos para outro frasco, a informação vai passando — explica Siqueira.


Só em São Paulo, a homeopatia está disponível em 19 postos de saúde pública. Entre 2015 e 2019, foram realizadas, em média, 20 mil consultas ao ano. Em contrapartida, na Faculdade de Medicina da USP, uma das maiores do país, a disciplina homeopatia foi oferecida como optativa nos últimos três anos, mas não teve adesão dos alunos, segundo a universidade.

Se eu consigo aglutinar as pessoas que gostam e querem trabalhar pelo bem de Santa Cruz do Capibaribe, aí já não é problema meu”, afirma Diogo Moraes

Todo mundo lá dentro do Moda Center foi beneficiado por Paulo Câmara destaca deputado


O deputado estadual Diogo Moraes (PSB) se recusou a falar sobre as eleições 2020 durante recente visita a Santa Cruz do Capibaribe, porém não se esquivou de entrar na defesa do governo Paulo Câmara e do trabalho que tem realizado em prol de Santa Cruz do Capibaribe. O deputado estava acompanhando a secretária estadual de Infraestrutura, Fernanda Batista e alegou que estava participando de uma agenda institucional para não responder os questionamentos do radialista Alberes Xavier sobre as eleições municipais na Capital da Moda. 


Durante a entrevista concedida ao programa Cidade em Foco, o deputado destacou a obra da Adutora do Alto Capibaribe como uma solução definitiva para a escassez de água na região e rebateu críticas levantadas pela população a respeito do colapso no abastecimento de água que vive a cidade atualmente. "Quero que as pessoas entendam que se tivesse água nos mananciais, se Jucazinho, Machado e Poço Fundo estivessem cheios, a gente estava falando sobre outra pauta", disse.  


Na oportunidade, o deputado elencou obras realizadas pelo Governo Estadual na cidade e região, a exemplo da duplicação da PE - 160, o esgotamento sanitário, a redução na criminalidade e a consolidação do 'Expresso Cidadão', ao qual o deputado destacou como importante benefício para o Moda Center Santa Cruz. "Isso é perceptível, todo mundo lá dentro do Moda Center foi beneficiado por Paulo Câmara. Nós somos a melhor educação do país a seis anos consecutivos", afirmou. 


Para o deputado, o seu trabalho tem lhe possibilitado aglutinar pessoas e arregimentar apoios em Santa Cruz do Capibaribe. "O que não pode reclamar do deputado Diogo Moraes é trabalho, de conquistas, de feitos. Agora, se eu consigo aglutinar as pessoas que gostam e querem trabalhar pelo bem de Santa Cruz do Capibaribe, aí já não é problema meu, são das pessoas que querem o bem da cidade", disse.


Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Cambucá FM (104.9), Rádio Vale FM (91.7), Redentor FM (104,9), Orobó FM (105.9), Potyra FM (87,9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net ou através do www.blogdoalberesxavier.com 

Paraíba: prefeito flagrado colocando dinheiro de propina na cueca

Da Veja


O prefeito de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes (PSDB), cidade na Paraíba, apareceu em imagens captadas pela Polícia Federal escondendo maços de dinheiro na cueca. A sequência faz parte de denúncia da Operação Pés de Barro, deflagrada neste sábado, 21, que desarticulou organização criminosa dedicada à realização de pagamentos ilícitos e superfaturamentos de obras no sertão da Paraíba. As imagens fora divulgadas pelo Jornal Nacional, da TV Globo.


As investigações apuram pagamentos de propinas decorrentes do superfaturamento das obras de construção de uma adutora que deve se estender do município de São José do Rio do Peixe, na Paraíba a Uiraúna, no sertão da Paraíba. Entre outubro de 2018 e novembro de 2019, a empresa Coenco Construções, responsável pelas obras, recebeu dos cofres públicos R$ 14,7 milhões e, em decorrência da ação criminosa, repassou R$ 1,2 milhão ao deputado federal Wilson Santiago (PTB-PB) e R$ 633 mil ao prefeito, como propina.


O inquérito policial federal teve por base uma proposta de colaboração premiada, apresentada pela Polícia Federal e acolhida pelo ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), que está em sigilo.


A ação teve busca e apreensão no Congresso e o deputado Santiago foi afastado do cargo pelo ministro Celso de Mello. Outras cinco pessoas são acusadas de integrar o esquema. 


O advogado de Wilson Santiago, Luís Henrique Machado, afirmou, em nota, que o parlamentar recebeu “com respeito e acatamento” a decisão do ministro Celso de Mello e que ele está “tranquilo e demonstrará a inexistência de qualquer relação com os fatos investigados”.


Com base nas denúncias, a PGR (Procuradoria Geral da República) denunciou os acusados pelos crimes de organização criminosa e corrupção e passiva. 

Em Sessão solene, Rogério Leão recebe título de cidadão de São Benedito do Sul

O deputado estadual Rogério Leão, presidente da Comissão de Negócios Municipais da Assembleia Legislativa de Pernambuco, recebeu, na tarde dessa sexta-feira (20), o título de cidadão de São Benedito do Sul. A entrega do diploma aconteceu em uma Sessão solene, no clube municipal.


A proposição da honraria ao deputado Rogério Leão foi aprovada por unanimidade dos vereadores que compõem a Casa Legislativa, sendo a mesma, de autoria da vereadora Marluce Gonçalves, que no ato de entrega do diploma, em um belo discurso, leu o histórico político de Rogério Leão e cravou: 


"Rogério, gostaria de parabenizá-lo pelo grande exemplo de político que é, para o nosso Estado. Dizer que é digno da homenagem de minha propositura e, especialmente, gostaria de agradecê-lo pelos relevantes serviços que têm prestado à nossa terra. Agora, que é gente da nossa gente, sei que o nobre deputado, que fez tanto por nós, continuará fazendo ainda mais", disse a vereadora.


O prefeito Junior Amorim, lembrou da importância da parceria entre o município e o deputado, e conclamou os presentes a continuarem reconhecendo o trabalho que Rogério Leão tem realizado pelo município.


“Através do deputado, que é solícito, acessível e nunca se esconde, o nosso povo tem recebido benefícios na área de saúde, infraestrutura e outras mais. O povo são-beneditense pode se orgulhar e dizer que tem agora, mais um novo cidadão do município, o qual tem feito jus à nossa confiança, sendo o nosso representante na Assembleia Legislativa e, com muita garra e determinação, fez, faz e continuará fazendo para que São Benedito do Sul progrida ainda mais", conclamou Amorim.


Por sua vez, no seu discurso, Rogério Leão externou sua tamanha felicidade, gratidão e honra pelo carinho recebido através da homenagem.


"Hoje é um dia de dupla satisfação, pois além de ter a honra de receber essa bela homenagem, a mesma acontece exatamente no aniversário de 56 anos do município. Esta honraria vem para reafirmar o nosso compromisso com todos os cantos de nosso Pernambuco e, com esta cidade que acabo de tornar-me cidadão", afirmou o deputado, que aproveitou a oportunidade para citar algumas conquistas através de emendas suas e do seu primo e deputado federal, Sebastião Oliveira. A aquisição de um transporte do TFD, o sistema de abastecimento de água na Comunidade de Mumbuca, Distrito de Igarapeba, o calçamento de algumas ruas, dentre outras mais. Bem como, para destacar outras conquistas para oo município, frisando:


"Apesar do pouco recurso que é disponibilizado pelo Estado para que os deputados possam alocar Emendas, como forma de gratidão e retribuição pelo carinho e confiança que a população depositou em mim, destinei algumas para aquisições de ambulâncias, compras de equipamentos hospitalares e para reforma de escola, e vamos fazer muito mais, pois sou a voz de São Benedito do Sul, na Assembleia Legislativa de Pernambuco", reforçou.


Estiveram presentes ao ato solene, o prefeito Junior Amorim, acompanhado da sua mãe e da primeira dama; o vice-prefeito, Betânio Marcelino; os vereadores, Carlos Antônio, Erik Fabiano, João Paulo, Nielson Alberto, Risonildo Olímpio, Rogério José, Vandeval Bezerra, Marluce Gonçalves e Amilton Costa, este, presidente da Câmara; o ex-prefeito, Zé Baiano; o vereador de Canhotinho, Célio Amorim, também o ex-prefeito de Canhotinho, Carlos Amorim e o atual vice-prefeito Erinaldo Santos.


Após o encerramento do evento, houve apresentação de uma orquestra e, na praça em frente ao clube, houve o corte do bolo, em homenagem aos 56 de Emancipação Política do município.

Papa Francisco critica "rigidez" e pede mudança à igreja

"A rigidez que vem do medo da mudança termina disseminando limitações e obstáculos no terreno do bem comum, transformando-se em um campo minado de ódio e incompreensão", disse o pontífice em discurso de Natal.


Papa Francisco faz alerta sobre perigos que rigidez pode trazer para igreja/G1


Por G1


"A rigidez que vem do medo da mudança termina disseminando limitações e obstáculos no terreno do bem comum, transformando-se em um campo minado de ódio e incompreensão", disse o pontífice em discurso de Natal.


O Papa Francisco alertou neste sábado (21) que a "rigidez" nas maneiras de se viver a fé cristã criou um "campo minado" de ódio e incompreensão em um Ocidente cada vez menos católico, durante mensagem de Natal a integrantes da Cúria Romana no Vaticano.


"A rigidez que vem do medo da mudança termina disseminando limitações e obstáculos no terreno do bem comum, transformando-se em um campo minado de ódio e incompreensão", afirmou.


Segundo o pontífice, "as pessoas que não ouviram o Evangelho ainda não vivem mais somente em países não ocidentais". "Elas vivem em todos os lugares, especialmente nas enormes concentrações urbanas em que precisam de um cuidado pastoral específico", disse o papa.


"Na grandes cidades, precisamos de outros mapas, outros paradigmas, para nos ajudar a reposicionar nossas maneiras de pensar e nossas atitudes: não estamos mais em tempos cristãos, não mais!"


Mudanças na Cúria


Um grupo de seis cardeais próximos ao papa Francisco está a ponto de terminar a elaboração de uma nova Constituição que administrará o futuro da Cúria Romana e que substituirá um texto precedente promulgado por João Paulo II em 1988.


O papa também anunciou neste sábado a limitação a cinco anos, eventualmente renovável, do posto de decano do Colégio de Cardeais, que preside esta instância.


Com esta decisão, ele parece querer diminuir o poder do decano. Neste sábado aconselhou aos cardeais que escolham uma pessoa que não acumule outros postos simultaneamente dentro da Cúria.


A mudança foi anunciada ao mesmo tempo que a saída do decano atual (no posto desde 2005), o cardeal italiano Angelo Sodano, de 92 anos, que não é considerado próximo a Francisco.

Deputado Eduardo da Fonte faz giro pelo Sertão do Araripe junto com a deputada estadual Roberta Arraes

O deputado federal Eduardo da Fonte participou em Araripina, junto com a deputada Roberta Arraes, do ato de filiação do vice-prefeito e pré-candidato a prefeito pelo PP, Bringel Filho. 


Também percorreram a cidade de Trindade, onde foram recebidos para um almoço na casa do vereador e pré-candidato a prefeito de Trindade, Zé Capacete. Continuando as visitas, foram ao município de Ouricuri para um encontro com o padre Paulinho, onde receberam as bençãos e conversaram sobre o projeto da construção de uma casa de recuperação para dependentes químicos na cidade.


Também visitaram o Hospital e Maternidade Santa Maria de Araripina, para o qual o deputado já destinou uma emenda de R$300 mil.

Convite!

Eraldo da Pedra Preta relata luta pela recuperação da PE-130 e exalta sua atuação em 2019

Em participação no Cidade em Foco da Rede Agreste de Rádios, o vereador de Taquaritinga do Norte, Eraldo de Pedra Preta, falou de sua agenda no Recife ao lado do presidente da Câmara Municipal Professor Jurandir, e comentou sobre a produção de seu mandato em 2019.


Em sua passagem pela capital Pernambucana, o vereador tratou de levar as demandas da população e buscou respostas para o recapeamento da PE-130. “Estamos vindo atrás dos secretários, do Governo do Estado e do deputado Diogo Moraes que foi majoritário na cidade, para que seja dada uma resposta ao recapeamento da PE-130, já cobrando uma solução há 3 anos e até agora não foi feito nada”, disse o parlamentar.


Sobre sua atuação em 2019, o vereador ratificou que tem feito um mandato ouvindo a população norte-taquaritinguense. “Tenho um mandato participativo onde percorro todos os dias a cidade e escuto os anseios da população. Levo todas as reivindicações ao prefeito Lero, que tem atendido dentro do possível”, finalizou.


Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Cambucá FM (104.9), Rádio Vale FM (91.7), Redentor FM (104,9), Orobó FM (105.9), Potyra FM (87,9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net ou através do www.blogdoalberesxavier.com 

Silvio Costa Filho lança pré-candidato no Brejo da Madre de Deus

Visando ampliar a legenda em 2020, o Republicanos realizou um ato de filiação no município do Brejo da Madre de Deus, nesta sexta-feira (20). O partido anunciou a pré-candidatura à prefeitura da cidade, de Josevaldo Cowboy, vice-prefeito do município. O evento contou com a participação do presidente estadual da legenda, deputado Silvio Costa Filho. 


Como vice-prefeito do Brejo da Madre de Deus, Josevaldo tem trabalhado por melhorias no município. “Se tem uma pessoa séria, uma pessoa compromissada com o povo, essa pessoa se chama Josevaldo. Ele quer construir uma nova história para a cidade. Eu tenho muita convicção que ao longo da sua vida pública, ele acumulou muita experiência e preparo para ser prefeito desta cidade. Vamos ajudá-lo, lá em Brasília, para destinar recursos para o Brejo, e assim poder melhorar a vida da população’’, destacou Silvio.


“Vamos mostrar que a união faz a força, que o interesse do povo é maior que os nossos interesses. Nós temos que devolver a dignidade dos brejenses e eu sou uma pessoa que ama e trabalha pelo meu município. Ao lado do deputado Silvio Costa Filho, vamos fazer um trabalho muito bonito nesta cidade’’, frisou o pré-candidato.


O Republicanos têm trabalhado para fortalecer a legenda nas próximas eleições. A sigla pretende lançar mais de 40 candidatos a prefeitos, em 2020.

Belo Jardim: MPPE recomenda exoneração de comissionados que tenham parentesco com chefes dos Poderes Executivo e Legislativo

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou que o prefeito e o presidente da Câmara de Vereadores de Belo Jardim exonerem todos os ocupantes de cargos comissionados (principalmente secretários municipais), titulares de funções de confiança ou de funções gratificadas que não possuam a qualificação técnica necessária e nem experiência na respectiva área e que detenham relação de parentesco consanguíneo, em linha direta ou colateral, ou por afinidade, até o terceiro grau, com o prefeito, o vice-prefeito, secretários(as) municipais, o presidente da câmara e os vereadores do município.


A recomendação ocorre após o MPPE tomar conhecimento da existência de possíveis casos de nepotismo nos Poderes Executivo e Legislativo de Belo Jardim, em especial, a nomeação da esposa e do irmão do prefeito do município para cargos de secretários municipais. No texto da recomendação, o promotor de Justiça de Belo Jardim, Daniel de Ataíde Martins, ressalta que a prática do nepotismo é vedada e repudiada em diversos conjuntos de normas éticas estabelecidos pela legislação brasileira.


O promotor ainda ressalta que o favorecimento da ocupação de familiares em cargos públicos é considerado como dano ao erário e atentado contra os princípios da administração pública, configurando, em tese, ato ilícito de improbidade administrativa passível de repressão na esfera judicial.


O MPPE pede um prazo de 5 dias para que o processo de exoneração ocorra; reitera que o descumprimento da recomendação poderá acarretar no ajuizamento de uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa; e estabelece que seja fixada uma cópia do texto no Fórum de Belo Jardim e nas sedes dos Poderes Executivo e Legislativo do município. O documento foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do MPPE da última sexta-feira (13).