Paulo Câmara lança nova modalidade do Programa Ganhe o Mundo

Em cerimônia realizada na manhã desta segunda-feira (09/12), no Palácio do Campo das Princesas, o governador Paulo Câmara lançou o Ganhe o Mundo Técnico, nova modalidade do programa, que agora contemplará jovens matriculados nas escolas técnicas do Estado. O governador anunciou ainda a Inglaterra como novo país destino. A primeira edição do PGM Técnico vai embarcar 15 estudantes de 14 Gerências Regionais de Educação espalhadas por todo o Estado.


“É importante ter condições de avançar nesse programa, que é tão exitoso e já contemplou mais de 7.500 estudantes em Pernambuco. É um novo módulo técnico que se envolve dentro do Programa Ganhe o Mundo e em um novo país. Isso vai levar os nossos alunos a estudar e ter experiências em escolas conhecidas e renomadas”, afirmou Paulo Câmara, reforçando ainda a importância dessa vivência para a formação dos jovens. “São 15 estudantes inicialmente, mas a gente espera no futuro ampliar e ter realmente a possibilidade de fazer com que os sonhos dos nossos alunos sejam concretizados a partir de experiências como essa”, finalizou.


Durante 18 semanas na Bournemouth and Poole College (BPC), os estudantes vão cursar matérias da base comum (inglês, matemática e educação física) e as disciplinas de conteúdo técnico equivalente aos cursos profissionalizantes em que estão matriculados no Brasil. Nesta primeira edição foram contemplados os cursos técnicos de Administração, Desenvolvimento de Sistemas, Edificações, Jogos Digitais e Suporte e Manutenção de Rede.


“Estamos muito felizes em anunciar esse projeto, porque sonhamos com ele já há muito tempo. Além disso, temos a oportunidade de contar com mais países. Saímos de nove para dez destinos. Em maio nós fechamos essa parceria e, depois de muitos passos, muito trabalho, a gente fica feliz em viabilizar essa oportunidade para nossos estudantes”, disse o secretário estadual de Educação e Esportes Fred Amâncio.


Jéssica da Silva Ferreira, 17 anos, cursa o 2º ano de Administração na ETE Maria Eduarda Ramos de Barros, em Carpina, e é uma das beneficiadas pela nova modalidade do programa já na primeira edição. “Espero trazer muitos conhecimentos novos que eu possa aplicar na prática do curso e no meu futuro profissional. Essa oportunidade vai abrir uma porta, um leque imenso de experiências que eu vou poder compartilhar pelo resto da minha vida”, declarou.


PGM - Um dos grandes destaques da educação de Pernambuco, o Programa Ganhe o Mundo é uma ação de incentivo aos estudantes para aprenderem um segundo idioma, que culmina com um intercâmbio de um semestre letivo no exterior para os que mais se destacam em suas regiões. Em sua 8ª edição o programa contempla quatro modalidades diferentes: Tradicional, Musical, Esportivo e agora também Técnico. Desde o início, o programa já levou mais de 7,5 mil estudantes da Rede Estadual ao exterior. Hoje, o PGM oferece a opção de 10 países de destino, sendo cinco de língua inglesa (Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá e Inglaterra), quatro de língua espanhola (Espanha, Argentina, Chile e Colômbia) e um de língua alemã (Alemanha).


Participaram da solenidade a vice-governadora Luciana Santos; os secretários estaduais Gilberto Freyre Neto (Cultura), Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), Albéres Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação) e Cloves Benevides (Políticas de Prevenção às Drogas); vários secretários executivos de Educação; cônsules de quatro dos país de destino do PGM; além de parlamentares federais e estaduais.

Que Brasil é esse ?

Eu estava vendo um desses grupos de whatsap e me deparei com uma situação, no mínimo inusitada. A conversa de um policial com um jovem de 14 anos, ou pouco mais que isso, detido e pedindo a ele que se regenerasse e procurasse um trabalho. Que saísse da vida do crime, ao que, de pronto, o garoto respondeu: -- Deixe de conversa que eu tinha um emprego numa oficina e ajudava aos meus pais. Comprava minhas coisas. Tinha tênis, celular, e tudo que um jovem deseja, mas aí veio a justiça e obrigou o  patrão a me demitir e quase era punido por me dar uma chance de ser um homem na vida. Arrumei, então, outro trabalho de feira e continuei ganhando meu dinheiro com o suor do meu trabalho. Poucos dias se passaram e aí que foi pior ainda com a justiça, por causa disso. Então eu lhe pergunto, eu tenho alguma opção, a não ser vender droga e roubar?

Senti isso na pele quando, há poucos dias, tive que afastar o meu filho de dezesseis e uma filha de treze anos e deixá-los em casa, no celular e fazendo nada, quando me ajudavam algumas horas, um dia ou outro, quando não tinham nenhuma atividade escolar e fui obrigado a afastá-los de dentro da minha escola que é vizinha de minha casa. Estou convivendo com a tristeza de meus filhos, todo dia, dizendo que se sentem inúteis e que não podem ajudar aos pais e nem cuidar do que é deles mesmo. Então, eu pergunto: Numa realidade onde o poder público não oferece nenhuma oportunidade de um curso técnico e nem prepara nenhum jovem pro trabalho, nem pros esportes, arte ou cultura; o que faremos com os nossos jovens? E o que oferecer pra que eles tenham alguma esperança de um futuro melhor?

Professor Jurandi é formado em Pedagogia e pós-graduado em Literatura e Língua Espanhola, além de atual Presidente da Câmara de Vereadores de Taquaritinga do Norte – PE.

Apontando Caminhos!

Neste final de semana, realizou-se em Brasília, o Congresso Nacional do PSDB e a convite da Deputada Alessandra Vieira, Presidente do Partido em Pernambuco, estivemos participando e discutindo os mais importantes e interessantes temas do Brasil contemporâneo.


O PSDB, que num passado recente, foi protagonista da maior e mais exitosa transformação na vida econômica do povo brasileiro, quando criou e implantou o Plano Real, apresentou aos seus Delegados e representantes de todas as regiões do País, para apreciação e discussão, relevantes e sensíveis temas, que carecem de urgência no seu enfrentamento.


Tivemos a oportunidade e a coragem, de abordar e discutir amplamente, em pé de igualdade, com Colegas Vereadores; Prefeitos; Deputados Estaduais; Deputados Federais; Senadores e Governadores, assuntos complexos e alguns, polêmicos, como a Redução da Maioridade penal; a Liberação de Drogas; a Segurança Pública; o Combate Efetivo á Pobreza; o Meio Ambiente; o Agronegócio; o Sistema Eleitoral; o Financiamento de Campanha; o Desenvolvimento Econômico e a Saúde, entre outros temas que farão o Brasil do futuro.


Como frisou o Presidente do PSDB Nacional,  ex-Deputado e ex-Ministro, Bruno Araújo: "o PSDB, mais uma vez, aponta os caminhos, caminhos esses, que  certamente, como no passado, farão a felicidade do nosso povo, da nossa gente."


Vamos fazer as transformações que o brasileiro espera!


Por: Zé Minhoca.

"O caminho natural nosso do Podemos é apoiar a prefeita Mariana", afirma Ricardo Teobaldo

O deputado federal Ricardo Teobaldo, que preside o Podemos em Pernambuco, anunciou recentemente a possibilidade de apoiar a prefeita de Cumaru, Mariana Medeiros (PP), nas eleições de 2020. Mariana, que também é esposa do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco Eriberto Medeiros (PP), deverá buscar a reeleição no próximo pleito.


Durante entrevista ao Blog do Alberes Xavier e para o programa Cidade em Foco, o deputado federal que é votado na cidade de Cumaru, confirmou a possibilidade de subir no palanque de Mariana. "O caminho natural nosso do Podemos é apoiar a prefeita Mariana, é apoiar a gestão atual. Nosso companheiro Gilvan da Malhadinha já está lá, já vota na prefeita e nós deveremos subir no palanque dela. Eu quero dentro de poucos dias poder anunciar esse apoio a prefeita Mariana", disse.


Na oportunidade, o deputado ponderou que tem conversado com lideranças que deram sustentação a sua campanha de deputado federal na cidade, para consolidar de fato o apoio a prefeita. "Está faltando alguns entendimentos, algumas conversas com alguns companheiros que votaram comigo. E quero ver se vamos conseguir levar todos a votar em Mariana", disse.


Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Cambucá FM (104.9), Rádio Vale FM (91.7), Redentor FM (104,9), Orobó FM (105.9), Potyra FM (87,9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net ou através do www.blogdoalberesxavier.com

Paulo Câmara lança Programa Ganhe o Mundo Técnico

Na manhã desta segunda-feira (09), o governador Paulo Câmara lança o Programa Ganhe o Mundo Técnico, que contemplará jovens matriculados nas escolas técnicas de Pernambuco. A edição contará ainda com a Inglaterra como novo país de destino.


A primeira edição do PGM Técnico vai embarcar 15 estudantes de 14 Gerências Regionais de Educação espalhadas por todo o Estado para a Bournemouth and Poole College (BPC), onde irão cursar as matérias da base comum (inglês, matemática e educação física) e as disciplinas de conteúdo técnico equivalente aos cursos profissionalizantes em que estão matriculados no Brasil.


À tarde, o governador participa da abertura do Seminário Rádio CBN, no Pina. Em seguida, comandará a abertura do Seminário “Combate à Corrupção: Governança e Integridade no Estado de Pernambuco”. Após a abertura da programação, Paulo Câmara sancionará a lei que dispõe sobre a obrigatoriedade de implantação de um programa de integridade por empresas que contratarem com o Estado.

Receita abre consulta ao 7º lote de restituição do Imposto de Renda

O sétimo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019 estará disponível para consulta a partir de hoje (9). O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.


O crédito bancário para 320.606 contribuintes será realizado no dia 16 de dezembro, totalizando R$ 700 milhões, dos quais R$ 172.952.366,78 são para contribuintes com preferência: 3.308 idosos acima de 80 anos, 21.410 com idade entre 60 e 79 anos, 3.172 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 9.789 cuja maior fonte de renda seja o magistério.


Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.


A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, o que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.


A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.


Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Brasil cai uma posição no IDH

Por Diego Freire


O Brasil caiu uma posição no ranking global do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em 2018. Em relatório divulgado nesta segunda-feira pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país aparece na 79ª colo.


O IDH brasileiro chegou a 0,759, uma evoluação de 0,001 em relação ao de 2017, mas fez o país perder uma posição na lista divulgada anualmente pelo Pnud. Logo acima do Brasil aparecem atualmente a Venezuela (78ª colocada no ranking, com IDH 0,761), a Bósnia (a 77ª, com IDH 0,768) e o Sri Lanka (76º, com IDH 0,770).


A 80ª colocação da lista, logo abaixo do Brasil, tem três países empatados com IDH 0,757: Azerbaijão, Líbano e Macedônia.


O Brasil aparece no grupo dos países com “alto desenvolvimento humano”, em escala que também possui países com IDH “muito alto”, “médio” e “baixo”. Entre as nações sul-americanas, além da Venezuela, Chile (0,843), Argentina (0,825), Uruguai (0,804) também aparecem com índices melhores que o do Brasil.


O IDH é uma medida das condições básicas de vida de uma sociedade, com ênfase nos elementos que podem ser amplamente comparados para a maior parte dos países do mundo. O índice mede condições que determinam possibilidades básicas de vida para os indivíduos, tais como saúde, conhecimento e padrão de vida. Na prática, o dado é usado para avaliar o nível de desenvolvimento dos países, estados e localidades.


A nota de todos os países vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvida a nação. Em 2018, Noruega (0,953), Suíça (0,944), Austrália (0,939), Irlanda (0,938) e Alemanha (0,936) apareceram nas cinco primeiras colocações. Já as nações com mais baixo desenvolvimento humano foram Níger (0,352), República Centro-Africana (0,353), Sudão do Sul (0,396), Chade (0,402) e Burundi (0,404) – todas localizadas na África.

Governador inaugura habitacional em Rio Doce sem Lupa

O governador Paulo Câmara (PSB) realizou a entrega de 224 apartamentos do Conjunto Habitacional Júlia Beatriz, na manhã de sexta-feira (06), em Rio Doce. A festa reuniu uma pequena multidão, mas o prefeito Lupércio – inexplicavelmente – esteve ausente, sendo representado por um secretário.

 

Em compensação, a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) – prefeita na época da invasão do terreno pelos sem-teto -, o deputado estadual e possível candidato do PCdoB a prefeito de Olinda, João Paulo, e o vereador Marcelo Soares foram ovacionados no evento.

 

“Esta é uma luta de mais de dez anos. Enquanto presidente da Câmara de Vereadores de Olinda trabalhamos para aprovar a doação do terreno ao Governo de Pernambuco. Luciana, e depois Renildo, se empenharam pessoalmente para que o projeto fosse adiante e hoje se tornasse uma realidade para estas famílias, que realizam agora o sonho da casa própria”, disse o vereador Marcelo Soares.

 

MINHA CASA – O Conjunto Habitacional Júlia Beatriz tem oito blocos, com 224 apartamentos de 48 m², divididos em sala, dois quartos, banheiro e cozinha. O conjunto de prédios integra o programa federal Minha Casa Minha Vida, e contou com investimentos de quase R$ 15 milhões.

 

Em contrapartida, o Governo de Pernambuco cedeu o terreno – após doação da Prefeitura de Olinda – no valor de aproximadamente R$ 445 mil, além de R$ 500 mil para obras iniciais de terraplenagem e drenagem.

Moda Center registra sua maior feira do ano

Neste domingo (8), cerca de 150 mil pessoas estiveram no Moda Center Santa Cruz. Esta é considerada a maior feira do ano até o momento, desde que a alta temporada começou oficialmente em 3 de novembro.


Com a feira deste domingo, somam-se mais de 650 mil pessoas que já passaram pelo gigante comercial nesse período. De acordo com as estimativas da administração, até o final do ano cerca de 900 mil pessoas deverão passar pelo centro atacadista.


O público, formado por atacadistas em busca de mercadorias para reabastecer os estoques das lojas Brasil afora, sacoleiros e clientes que vieram comprar presentes de Natal e garantir o look para as festas de réveillon, lotou os corredores de boxes e lojas do Moda Center, que segue até o dia 30 de dezembro realizando suas feiras aos domingos e segundas, das 6h às 18h.


A estimativa de crescimento gira em torno de 8% em relação ao mesmo período do ano passado.


Confira imagens registradas neste domingo:









Crise do óleo completa cem dias

RIO — Cerca de cem pesquisadores participaram entre a última sexta-feira e este domingo de uma reunião promovida pelo governo federal, marcando o lançamento oficial das equipes que analisarão o derramamento de óleo na costa do Nordeste , que devem debater ações de curto, médio e longo prazo. A tragédia ambiental completará cem dias neste domingo.


Os pesquisadores foram divididos em sete grupos de trabalho, que abrigarão questões como sensoriamento remoto, impacto socioeconômico e conservação dos mangues atingidos pelo óleo. Os cientistas definirão quais serão os temas prioritários. Ainda não há detalhes sobre como conduzirão os trabalhos — já que não abandonarão seus empregos ou projetos pessoais —, os locais em que se reunião e o prazo para entrega de seus projetos.


O encontro foi realizado na Escola de Guerra Naval, na Urca , Zona Sul do Rio. O deslocamento dos cientistas que não moram na cidade foi pago pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação ( GAA ), composto por Marinha , Ibama e Agência Nacional do Petróleo ( ANP ).


Questionado pelo GLOBO sobre seu orçamento para conter a crise do petróleo, o GAA afirmou que “os custos referente às ações de combate ao derramamento de óleo estão sendo computados e serão apresentados posteriormente”.


A reportagem também procurou os governos dos 11 estados atingidos pelo óleo. Rio de Janeiro e Espírito Santo , os últimos a registrarem a substância em suas praias, e em uma quantidade ínfima , afirmaram que não foi necessário remanejar verbas não previstas no orçamento para atividades no litoral.


A Paraíba , estado onde o óleo foi avistado pela primeira vez , no dia 30 de agosto, também informou que não precisou recorrer a seu orçamento. O governo atribuiu o fato de ter seu território menos afetado do que o de outras localidades do Nordeste às correntes marítimas. Ainda assim, como registrou manchas de óleo em 16 praias, recorreu a ações como inspeção das águas, inclusive por mergulhadores, e captura de imagens aéreas com drones.


O Piauí declarou um gasto tímido — apenas R$ 7 mil —, usados com a aquisição de equipamentos de proteção individual , de coleta de material nas praias e análise da água. 


O governo de Pernambuco afirmou que o cálculo dos custos provocado pela crise deve ser concluído até o final do ano. O estado foi um dos que registraram mais manchas em pontos turísticos, como a Praia dos Carneiros e Porto de Galinhas. Ao todo, foram coletados cerca de 1.500 toneladas de óleo em 47 praias e oito rios, em um trabalho que envolveu a instalação de mais de 3 mil barreiras de contenção. Também houve investimentos em transporte — inclusive da substância retirada do litoral —, equipamentos, veículos e serviços.


No Maranhão , os gastos também não foram totalmente computados. O governo estadual, porém, ressaltou que contou com o apoio de equipes de órgãos federais, como a Marinha e do Ibama.


A Bahia também viu o óleo chegar a pontos turísticos, como o Arquipélago de Abrolhos e o Morro de São Paulo . O governo estadual desembolsou cerca de R$ 736 mil nas operações contra as manchas de óleo, inclusive na aquisição de camisas de proteção ultravioleta e no uso de lanchas para vistorias.


O Rio Grande do Norte não detalhou suas ações, mas divulgou que a crise ambiental custou cerca de R$ 547 mil aos cofres do estudo — parte dos recursos veio das secretarias de Agricultura (R$ 15 mil) e Saúde Pública (R$ 50 mil).


Alagoas foi o estado que declarou mais gastos com o derramamento de óleo — R$ 4,3 milhões, segundo o Instituto do Meio Ambiente (IMA/AL), órgão responsável pela destinação das mais de 2.400 toneladas de material retirado da costa do estado. Além do custo da remoção, também foi necessário tomar medidas como contratar 590 pessoas para remover a substância da areia.


Os governos de Ceará e Sergipe não divulgaram seu orçamento.


Para Leon Aguiar, diretor do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte, os estados só terão um cálculo consolidado de suas despesas no fim do verão, em março.


— Temos uma situação menos tensa, mas não resolvida, porque ainda não sabemos se pode chegar mais óleo. Sem termos esta certeza, ainda manteremos equipes de monitoramento em prontidão, e issa pesa no orçamento — explica. — Agora vem a fase pós-crise, em que os estados também poderão analisar os estragos que vão perdurar, principalmente na área ambiental , como a conservação dos mangues e os resíduos nos rios, além das questões sociais , como o atendimento aos pescadores.


Aguiar avalia que os estados devem comparar sua renda com o setor turístico neste verão com a registrada nos anos anteriores.


— Aí veremos qual foi o impacto do óleo na atividade econômica — ressalta Aguiar, que condena a suposta falta de apoio do governo federal aos estados — Houve uma falha de comunicação, principalmente entre o início da crise, em agosto, até meados de outubro. (Do O Globo)